Dois falsos policiais civis foram presos na Serra do Cipó, distrito de Santana do Riacho, na região Central do Estado, tentando extorquir comerciantes, no final da tarde desta sexta-feira (24). De acordo com os militares do 35º Batalhão, Laudecir Santos Silva, de 52 anos, e Jorge Ferreira da Luz, de 48 anos, se passavam por policiais civis e estariam cobrando cerca de R$ 580 dos comerciantes da cidade para a construção de uma delegacia no local.

Segundo os policiais, um comerciante identificado por Christofeston, dono do Depósito Crispé, relatou que a dupla foi até seu estabelecimento quatro vezes exigindo o pagamento. Na última cobrança, eles disseram que o comerciante poderia pagar de duas vezes com cheques pré-datados.

Ainda de acordo com os militares, a dupla estava agindo desde o começo deste mês e apresentava uma carteirinha falsa da Polícia Civil quando faziam a abordagem aos comerciantes. O argumento para extorquir os comerciantes era sempre o mesmo: o dinheiro seria destinado a construção de uma delegacia na cidade.

Os comerciantes começaram a desconfiar da atitude da dupla e entraram em contato com a polícia. Os militares, por meio das características dos suspeitos, conseguiram prender os estelionatários enquanto tentavam arrecadar dinheiro em um comércio da cidade.

Com os homens foram apreendidos os documentos que comprovariam a ação na cidade. Preso, os falsos policiais civis afirmaram que prestavam serviços de agentes de publicidade para a Associação dos Servidores da Polícia Civil. O dinheiro arrecado seria para os anúncios no jornal da entidade.

Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia Regional de Santa Luzia, onde  negaram o crime.

Seis vítimas dos estelionatários prestaram depoimento na delegacia, mas a polícia acredita que a partir de agora irão aparecer outras pessoas que também caíram no golpe.