O valor é alto e recheado de zeros, mas os planos para aproveitá-lo são ainda maiores. Acumulado pela sétima vez consecutiva, o prêmio da Mega-Sena deverá chegar a R$ 135 milhões neste sábado (22). Esse é o valor mais alto da história dos concursos regulares das loterias da Caixa Econômica Federal (CEF) e tem feito muita gente sonhar acordada.
 
Desempregado, Júlio César de Oliveira Abrahão, de 24 anos, sentiu-se obrigado a fazer uma aposta depois de saber do montante recorde. “Não costumo fazer isso, mas agora está valendo a pena. Até minha família está cobrando de mim”, revela.
 
E não é para menos. De acordo com cálculos da CEF, se aplicado na poupança, o prêmio renderá R$ 822 mil por mês, o equivalente a R$ 27,4 mil por dia. Se um apostador faturar sozinho, poderá adquirir 38 imóveis de luxo no valor de R$ 3,5 milhões, cada, ou, se preferir, 900 carros de luxo.
 
“Jogo toda semana. Aposto o mesmo valor e os mesmos números, que correspondem a datas importantes para mim. Ainda não trouxeram sorte, infelizmente”, ri a advogada Ângela Batista, de 58 anos, sem esconder a expectativa de mandar o azar para longe, dessa vez.
 
O empresário Guilherme Correia, de 36 anos, tem até uma estratégia para reforçar a torcida a favor. “Não sigo um ritual pós-jogo, mas sempre falo com a atendente que, se eu ganhar, volto para dar uma parte do prêmio para ela”, conta.
 
Mega-Sena deve pagar R$ 135 milhões
 
Até essa quinta-feira (20), o valor acumulado para o sorteio deste sábado da Mega-Sena era de R$ 114 milhões, aproximadamente.
 
Os R$ 135 milhões são uma estimativa do banco diante do aumento no número de apostas desde a quarta-feira, 19, quando foi realizado o último concurso, acumulado em R$ 80 milhões.
 
Na ocasião, 134 apostadores acertaram a Quina e faturaram cerca de R$ 40 mil, cada. A Quadra pagou R$ 625 a mais de 12 mil apostadores.