Moradores dos condomínios Antares e Savana, vizinhos ao viaduto Batalha dos Guararapes, na região de Venda Nova, acionaram o Ministério Público, na tarde dessa segunda-feira (28), cobrando providências para que a integridade física dos imóveis seja preservada.

Um dossiê com uma série de reivindicações foi entregue à Promotoria de Justiça de Direitos Humanos pela advogada que representa os moradores, Ana Cristina Campos Drumond. Dentre os pedidos estão a apresentação de um laudo atestando que o método a ser utilizado na demolição da alça norte será seguro para as edificações vizinhas. Ainda não há previsão de quando os trabalhos de remoção serão iniciados.

“Fomos exemplarmente atendidos e esperamos conseguir todas as medidas protetivas solicitadas no documento. Além disso, solicitamos acompanhamento psicológico integral a essas pessoas”, explicou a advogada.

A assessoria do Ministério Público informou que os documentos serão analisados, mas não adiantou se há um prazo previsto para que alguma medida seja tomada.

A Defesa Civil Municipal informou que outras duas famílias deixaram suas casas no início da noite dessa segunda-feira. A recomendação de evacuar o local serve para moradores dos blocos 8 e 9 do edifício Antares e do bloco 3 do Savana.