A Semana Nacional do Trânsito é comemorada no país, todo ano, entre os dias 18 e 25 de setembro. A data foi estabelecida desde a criação do Código de Trânsito Brasileiro, em 1997, e este período é caracterizado por uma série de eventos e ações educativas. No entanto, ironicamente, os últimos dias foram marcados por acidentes de trânsito que terminaram na morte de pelo menos nove pessoas na Grande BH e em outras regiões de Minas, além de deixar várias pessoas feridas.

Um dos mais graves ocorreu logo no início da semana, quando um ônibus da linha 3212, desgovernado, atropelou pedestres que estavam em um ponto na avenida Cardeal Eugênio Pacelli, em Contagem, na Grande BH, por volta de 7 horas. Evandro de Jesus Alcântara, de 46 anos, morreu no local e outras 21 pessoas ficaram feridas. O motorista do coletivo alegou que passou mal e, após desmaiar, se descontrolou ao volante. ">Veja a galeria de fotos

Na Pampulha, um menino, de 12 anos, morreu após ser atingido por uma carreta no bairro Bandeirantes, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. Ele andava de bicicleta com amigos quando o acidente ocorreu. O motorista que teria provocado o atropelamento não foi identificado e fugiu sem prestar socorro. Ainda nessa semana, dois homens, com 81 e 41 anos, também morreram após serem atropelados em Sabará, na Grande BH. O veículo que atingiu as vítimas era roubado e estava sendo rastreado
por viaturas da Polícia Militar.

 

Menino de 12 anos morre atropelado por carreta na região da Pampulha
Claiton Bernardes Cabral tinha 12 anos. (Foto: Reprodução/Facebook)

Outro idoso morreu em um acidente envolvendo um fusca e uma carreta na BR-381, em Caeté, também na região metropolitana. Segundo a PRF, Antônio Moraes Ferreira, de 77 anos, motorista do fusca, invadiu a contramão e bateu de frente com a carreta que seguia no sentido contrário. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.


Até um policial militar, de 29 anos, morreu depois de ser atropelado e arrastado por cerca de 50 metros, quando trabalhava em uma blitz em Divinópolis, na região Centro-Oeste de Minas.  Edgar Porfírio foi enterrado no cemitério central da cidade. O suspeito de atropelar o policial está preso.

Uma mulher de 22 anos também morreu após sofrer grave acidente na LMG-806, em Ribeirão das Neves, na Grande BH. Ana Paula de Oliveira, que conduzia uma caminhonete Fiat Strada, perdeu o controle da direção e bateu o veículo em um poste de luz do canteiro central da rodovia. A passageira, Adriana Márcia de Oliveira, de 29 anos, também ficou presa, mas sobreviveu ao grave acidente.
 

Policial militar atropelado e arrastado em blitz
Soldado Edgar Porfírio seria promovido
a cabo no ano que vem. (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

No bairro Castelo, na região da Pampulha, um motociclista foi morto após ser atingido por um caminhão na avenida Tancredo Neves. As causas do acidentes estão sendo investigadas.  Outras duas pessoas perderam a vida em um acidente com três veículos na BR-040, próximo ao trevo de Ouro Preto, na região Central de Minas. Maurício José dos Santos, de 51 anos, motorista do Corsa, que morreu no local, e Denivaldo Pereira de Oliveira, 41, faleceu no ospital.

Feridos

Ainda nessa quinta-feira (19), um carro invadiu a calçada e atropelou uma mulher na avenida Augusto de Lima, no Centro de BH, próximo ao Mercado de Central. O veículo ainda atingiu e derrubou um poste que sustenta um sinal de trânsito. A vítima foi levada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII.

Em Contagem, mãe e filha de 11 meses ficam feridas ao serem atropeladas. Elas foram atingidas por um carro de passeio na avenida Pio XII, no bairro Água Branca. Geovânia Aparecida da Silva sofreu diversas escoriações pelo corpo e foi encaminhada ao Hospital de Pronto Socorro João XXIII, na capital mineira, reclamando de dores abdominais. A criança, que foi arremessada do colo da mãe, foi levada para a mesma unidade de saúde com corte na cabeça e vários arranhões nas pernas.