A falta de estrutura das rodoviárias de Ouro Preto, Mariana e Congonhas pode comprometer os investimentos públicos feitos nas cidades históricas. Recentemente, a Secretaria de Estado de Turismo lançou o segundo trecho da Trilha Real.

O trecho de 46 quilômetros de extensão recebeu sinalização turística especial, interpretativa e indicativa, que facilita o acesso e o deslocamento dos visitantes. O primeiro trecho da trilha tem 38 quilômetros, de Itabirito a Acuruí, e foi inaugurados em 2010.

A Trilha Real é um projeto executado pela Secretaria de Turismo e passa pelos municípios de Ouro Preto, Ouro Branco e Itabirito, fazendo parte da Estrada Real.

A Prefeitura de Congonhas informa que há um ano criou uma comissão preparatória para a Copa de 2014 e elaborou um plano de investimentos. Estão sendo feitas obras que deixarão a cidade em condições de receber turistas na Copa do Mundo.

Segundo a prefeitura, a reforma da rodoviária está prevista para 2013, embora o terminal tenha passado por uma ampla reforma em 2008. Algumas melhorias, ressalta, dependem do Departamento de Estrada de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), de uma concessionária de telefonia e da Polícia Militar.

“A Prefeitura de Congonhas está tomando providências com relação à limpeza dos banheiros. Funcionários foram contratados para fazer esse trabalho”, diz a nota enviada pela prefeitura.

Estão em curso projetos de organização e capacitação dos guias e condutores turísticos e treinamento de servidores públicos.