A principal mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo do estado está promovendo um projeto criado para estimular reflexões a respeito do morar contemporâneo. O Janelas CASACOR Minas ocupa diversos espaços da capital mineira e levanta provocações e respostas com relação ao conceito do “novo morar” pós-pandemia. A ideia foi sintetizar em pequenos espaços, construídos em formatos de vitrines, o impacto do distanciamento social e a influência no nosso jeito de morar e no projeto de uma casa. Os ambientes criados para o projeto podem ser conferidos tanto em formato digital no site www.janelascasacor.com, que reúne fotografias, vídeos, depoimentos e conteúdos exclusivos do projeto como também fisicamente durante visita aos lugares que abrigam a programação. 

Para materializar essas ideias, um time de jovens profissionais foi convocado para apresentar espaços criados para refletir o atual momento. A maioria dos ambientes criados por jovens talentos está concentrada no DiamondMall, mas além do shopping, outros espaços como a Mineiraria e Sebrae também abrigam trabalhos com o mesmo perfil, incluindo o projeto Viva Cozinha, assinado Paula Guimarães para sediar a programação de conteúdo proposta pela chef Agnes Farkasvolgyi, além do Sebrae Minas, que recebe a cozinha do Barista, projeto assinado por Cynthia Silva e Estúdio Mineral. 

x
Os ambientes criados para o projeto podem ser conferidos tanto em formato digital no site www.janelascasacor.com

Carolina Campos e Maria Magalhães, que dividem a criação da Sala da Memória buscaram inspiração no momento atual dando à sala um caráter acolhedor. Detalhes como as cartas de amor do avô para a avó, em obra assinada pelas arquitetas e a tela de Cláudia Jaguaribe cumprem uma função emocional. Na sala das Janelas, projeto da Duo Arquitetos, o layout enxuto tem foco no essencial e na funcionalidade. A intenção dos estreantes foi refletir que esse momento é também de renovação. Logo na entrada, a pia de chão, com torneira e cuba cilíndrica já antecipa a necessidade de lavar a mãos e tirar os sapatos, hábitos que se tornaram comuns com a pandemia. 

Mariana Spínola, que assina o espaço “As Cortinas da Janela” buscou na sua trajetória como bailarina a inspiração para criação do espaço, concebido como uma peça de teatro onde cada vitrine representa um dos três atos. O primeiro remete aos sentimentos de reclusão. O segundo, às inquietações enquanto a terceira fecha a cena com uma mensagem positiva: uma analogia de um encontro consigo mesmo. Entre os elementos que representam as cenas, destaque para as peças desenhadas pela artista/arquiteta. 

A arquiteta Marina Diniz propõe no Estar Conviver a integração das salas de estar e jantar em um mesmo cômodo, aliando conforto e design na medida certa. No espaço criado pela equipe da Mutabile Arquitetura, a proposta foi fazer uma espécie de Refúgio Natural. Já Roger Lages buscou inspiração em elementos primitivos e na ancestralidade para criar o Hall Neolítico.

“Existe uma eferves-cência na cidade de jovens designers e arquitetos com muito talento. São grupos bastante antenados aos movimentos internacionais, mas com uma linguagem própria, destacando e promovendo técnicas e materiais locais. Estar conectado e oferecer oportunidades para esta turma é muito importante para conseguimos fortalecer este segmento, além de contribuir para uma oxigenação do mercado”, destaca Eduardo Faleiro, diretor executivo da CASACOR Minas. O projeto Janelas CASACOR Minas pode ser conferido até o próximo dia 30 de novembro em diversos espaços da capital mineira como Casa Fiat de Cultura, DiamondMall, BH Shopping, Pátio Savassi, Mineiraria e Sebrae/MG. A entrada é franca. 

x

 

x