Após um mês longe das pistas, os protagonistas da principal categoria automobilística do mundo, a Fórmula 1, estão ansiosos para correr no circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica, neste domingo (24). E não é diferente com os primeiros colocados do campeonato, os companheiros de Mercedes Nico Rosberg e Lewis Hamilton.

Nico, que tem como maior rival na briga pelo título Hamilton, elogiou o circuito belga e comemorou o retorno aos trabalhos: "É bom estar de volta e com ânimo renovado para a luta nos meses restantes da temporada. A batalha com Lewis esteve presente em todas as corridas, e não será diferente agora. A Bélgica é, definitivamente, uma das corridas mais espetaculares. O circuito é simplesmente fantástico. Meu história em Spa não é tão bom (sua melhor colocação foi o quarto lugar em 2013), mas estou determinado a mudar isso e recomeçar a temporada em grande estilo".

Vice-líder do Mundial, Hamilton não fez questão de esconder a ansiedade por correr em Spa e prevê uma boa "batalha pelo campeonato": "Mas eu mal posso esperar para voltar à pista e retomar a batalha pelo campeonato. Adoro pilotar em Spa, por isso não poderia haver lugar melhor para recomeçar".

Motivado, Lewis diz que se sente lutando pelo primeiro título e não pelo bicampeonato: "Eu sei que já estive nessa posição antes, porque posso vencer meu segundo campeonato, mas parece que estou lutando pelo primeiro".

O brasileiro Felipe Massa, da Williams, também elogiou as característica do circuito belga e, vencedor em 2008, o piloto do FW36 diz ter a receita para o triunfo em Spa: "Eu amo Spa, é uma das minhas pistas favoritas, por causa das longas retas e das curvas de alta velocidade. Todos os pilotos estão ansiosos para correr lá. As longas retas devem favorecer o nosso carro, e podemos começar a segunda metade da temporada com sucesso. Ganhei aqui em 2008, então sei o que é preciso para vencer", avaliou o paulista que é o nono colocado do campeonato, com 40 pontos.

Nico Rosberg segue na liderança do Mundial, com 201 pontos, seguido de perto por Lewis Hamiltom, com 191. O australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, é o terceiro colocado, com 131. No Mundial de Construtores, a Mercedes é líder disparada, com 393 pontos, seguida por Red Bull e Ferrari, com 219 e 142, respectivamente.