Bruno Senna anunciou, nesta segunda-feira (26), que participará da primeira temporada da Fórmula E pela equipe Mahindra. As negociações para guiar na competição de carros elétricos haviam começado no final de 2013 e o brasileiro terá como companheiro o indiano Karun Chandhok, que foi seu parceiro na GP2 e na Fórmula 1.

"Estou bastante animado com essa nova fase. Temos toda uma estrutura de fábrica por trás da operação e o próprio chefe da área de carros elétricos da Mahindra vai se envolver diretamente no projeto. Noto que todos estão motivados e me sinto satisfeito por ter um objetivo muito legal para este ano, que é o de brigar pelo título", disse Bruno.

A Mahindra é a terceira equipe a garantir presença na competição. Com a confirmação de Senna, o Brasil terá dois representantes na categoria, já que Lucas di Grassi já havia sido confimado pela Abt ao lado de Daniel Abt. A outra equipe é a Virgin, que será representada por Jaime Aluersuari e Sam Bird.

"O interesse pela categoria vem aumentando, inclusive na mídia. São equipes fortes e com grandes pilotos. Acho que a briga será bastante intensa. Sou muito amigo do Karun, trabalhamos bem em conjunto, mas dentro da pista vou tentar batê-lo como a qualquer outro", completou o sobrinho de Ayrton Senna.

A primeira corrida da Fórmula E está prevista para ser realizada no dia 13 de setembro, em Pequim, na China. A programação da competição ainda conta com mais nove provas: Putrajaya (Malásia), 18 de outubro; Punta del Este (Uruguai), 13 de dezembro; Buenos Aires (Argentina), 10 de janeiro; local a definir, 14 de fevereiro; Miami (EUA), 14 de março; Long Beach (EUA), 4 de abril; Monte Carlo (Mônaco), 9 de maio; Berlim (Alemanha), 30 de maio; e Londres (Inglaterra), 27 de junho.