Quem acha que a final da Copa do Brasil, entre Atlético e Cruzeiro, não é vivida na pele por quem mora em outros estados se engana. Um exemplo disso é o paulista Anderson Calado, ambulante, que embarcou na tarde desta segunda-feira (11) em Belo Horizonte para vender bandeiras de Galo e Raposa, confeccionadas por ele mesmo, nos semáforos da capital.
 
"Fiz isso no ano passado, quando o Atlético foi campeão da Libertadores e o Cruzeiro do Campeonato Brasileiro. Saio de São Paulo, com destino à várias cidades do país, para vender bandeiras de clubes sempre que  acontece uma final de campeonato importante", conta.
 
Sobre as vendas nestes dois dias, Anderson reclama e diz que estão muito aquém do esperado. Para ele, os torcedores não estão tão empolgados como estavam no ano passado.
 
"Ano passado vendi cerca de 100 bandeiras em dois dias. Agora, foram umas dez."
 
Cobrando de R$ 30 a R$ 50 por bandeira, dependendo do "choro" do cliente, o ambulante, que não torce para nenhuma das duas equipes, não espera vender as 60 bandeiras (30 de cada time) que confeccionou.