A Prefeitura de Belo Horizonte sancionou, na sexta-feira, a Proposição de Lei nº 64/19, que trata da "desafetação da área pública e reparcelamento do solo" no terreno onde será erguida a Arena MRV. Agora, o Galo aguarda licença para iniciar as obras.

A proposição, etapa fundamental para as pretensões do Alvinegro, é originária do Projeto de Lei 817/19, de autoria do Executivo da capital e já aprovado em dois turnos na Câmara Municipal. Com isso, o clube dá mais um importante passo para concretizar sonho antigo da torcida, no bairro Califórnia.

Também na sexta-feira, a direção atleticana divulgou projeto com as propostas de intervenções no tráfego da Via Expressa, sentido Contagem, e no Anel Rodoviário de Belo Horizonte, que serão impactadas com a construção da Arena MRV.

Ampliada no local, a Via Expressa ganharia uma quarta faixa. Também estão previstas adequações das interseções Anel Rodoviário / Via Expressa (Quadrantes Vitória/ES – Contagem e Belo Horizonte – Vitória). De acordo com a assessoria do Galo, serão investidos R$ 80 milhões só nas obras viárias.