O Atlético está cada vez mais próximo do Mineirão, com acordos esporádicos com a Minas Arena para atuar no Gigante da Pampulha. Mas a BWA Administração de Arenas, mesmo não sendo opositora da aproximação, encaminhou um projeto para deixar o Independência ainda mais atrativo em janeiro 2016. Trata-se da instalação de arquibancadas modulares acima dos vestiários, as quais aumentariam a capacidade do Horto em quase 8 mil lugares.
 
Atualmente o Raimundo Sampaio consegue receber quase 24 mil torcedores, sendo essa capacidade restringida por medidas de seguranças. Para receber mais 7.814 cadeiras, o projeto de ampliação do Independência ainda depende de uma aprovação oficial dada pelo América, que apresenta algumas exigências.
 
Um dos presidentes do Coelho, deputado Alencar da Silveira Junior, "vê com bons olhos" a mudança, desde que o contrato de concessão do Independência junto ao Governo não seja estendido. Em outras palavras, que o estádio volte ao controle absoluto do Coelho após 2029.
 
"Qualquer valorização do patrimônio é bem vinda. Contudo, em 14 anos o Independência volta ao poder do América e não queremos a prorrogação. Tive um primeiro contato com a BWA e foi positivo. Só não queremos nada meia-boca (qualidade da arquibancada modular)", disse Alencar, ao Hoje em Dia.
 
*Colaborou Henrique André