O atacante Leonardo, que já estava treinando no Atlético, foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira (27), e passa a ser mais uma opção para o técnico Cuca. O jogador estava no Coritiba, que não pretendia liberar o atleta, mas um pedido especial do atacante acabou convencendo a diretoria do Coxa a ceder seus direitos para o Galo. Leonardo já atuou em Minas Gerais defendendo as cores do Vila Nova, nas categorias de base.

“De 18 a 19 anos, sempre joguei na base contra Cruzeiro e Atlético e nunca tive oportunidade de trabalhar aqui. Fui vendido para o Vitória e comecei a rodar. Agora, com 29 anos, surgiu a oportunidade. Cheguei perto do presidente do Coritiba e pedi para ele olhar, como se fosse para um filho dele. Temos uma relação muito boa. Graças a Deus, ele me liberou”, disse.

Leonardo teve 50% dos seus direitos econômicos adquiridos pelo Atlético, mas o diretor de futebol, Eduardo Maluf, que apresentou o jogador, não falou em valores. O atleta, que chega para substituir André, que foi negociado com o Santos, vai disputar posição com o avante Jô, que hoje é titular do técnico Cuca. Leonardo assinou contratado de três anos com o time mineiro.

O novo atacante do Galo não esconde a vontade de entrar logo em campo, mas a regularização junto a CBF ainda não foi feita, por isso, o atleta deve ficar fora da relação para o jogo contra a Ponte Preta, na próxima quarta-feira. Para entrar no time, Leonardo acredita que pode, inclusive, jogar ao lado de Jô.

“Eu sou privilegiado. O Jô é um cara querido. O time esta voando, bem. Vim para um time que luta para ser campeão. É trabalhar bastante, para quando surgir a oportunidade, eu posso até jogar ao lado do Jô. Sou um centroavante de área, mas gosto de sair também. Venho buscar a bola no meio, saio para buscar uma tabela”, comentou.