Existia a expectativa que o futuro do craque Ronaldinho Gaúcho seria definido nesta segunda-feira (6), em reunião entre Assis, irmão e empresário do atleta, e o presidente Alexandre Kalil, mas o encontro não aconteceu.

O mandatário atleticano garante que a conversa com Assis não estava programada para esta segunda-feira, e afirmou que vai divulgar a data da reunião assim que for marcada. "Eu mantive um contato com o Assis no final de semana e nós vamos agendar uma reunião.
Provavelmente essa reunião seja agendada hoje. Uma parte da imprensa agendou essa reunião e esqueceu de avisar para mim e para ele", brincou Kalil.

O presidente do Galo mantém a opinião que não vai ter novela sobre a renovação de R10 e que em uma única reunião será definido se ele fica ou não no Atlético. "Quando ele sentar aqui eu vou comunicar que a reunião é tal dia, tal hora e ele vai sair daqui jogador do Atlético ou não jogador do Atlético. Eu faço questão de comunicar o dia e a hora para a imprensa. Eu só vou dar o lugar errado", declarou.

Além de Ronaldinho Gaúcho, Alexandre Kalil terá que se preocupar com a renovação do lateral Júnior César e do zagueiro Gilberto Silva. O técnico Paulo Autuori já pediu a permanência do lateral e deverá ser atendido por Kalil. Já o defensor foi flagrado treinando no time inglês do Arsenal, mas a prioridade seria a permanência no Galo.

Patrocínio

Na retomada dos trabalhos, Kalil acertou a renovação do patrocínio com a MRV Engenharia, que ocupa a manga da camisa do Atlético. O contrato com a BMG, patrocinador master do clube, foi encerrado ao fim do ano, mas deve ser renovado.

Com relação ao fornecedor de material esportivo, o vínculo com a Lupo foi encerrado em novembro. O Atlético conversa com a Puma.