Contratado junto à vice-campeã Caldense ao término do Campeonato Mineiro, o atacante Cristiano precisou de pouco mais de um mês para ganhar a confiança do técnico do América, Givanildo Oliveira. Expulso na penúltima rodada, contra o CRB, após marcar o gol da vitória do Coelho, por 1 a 0, o jogador é presença certa no duelo dessa terça-feira (23) com o Criciúma.

Concentrados em Nova Venécia, cidade a 30 quilômetros do Estádio Heriberto Hülse, que fica em Criciúma, Cristiano e os demais jogadores descansam para o confronto das 19h30, válido pela nona rodada da Série B. Com 16 pontos, o América quer se manter no G-4.

Nascido em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de BH, o atacante de 28 anos abriu mão de morar na capital. Segundo ele, “o aluguel em Belo Horizonte está caríssimo”. Além disso, ele aproveita para ficar perto da mãe e dos amigos de infância. Todos os dias, ele encara 46 quilômetros de distância até o CT Lanna Drumond.

Nos dias de folga, Cristiano aproveita para alimentar a fé. Junto da mulher Wanderléia, com quem está junto desde os tempo da base do Atlético, ele frequenta cultos e ora com os amigos mais próximos.

Time definido

Responsável pela contratação do pedro-leopoldense, Givanildo Oliveira já sabe o time que enfrentará os comandados do sérvio Petkovic. Pensando na parte física e na recuperação dos atletas que atuaram no último sábado contra o Atlético-GO, o treinador não comandou atividades em campo. Descansar o grupo foi a tática para chegar 100% preparado em Santa Catarina.

O goleiro João Ricardo, substituído no último jogo com espasmos musculares, se recuperou e voltará ao gol. O meia Felipe Amorim, que também ficou de fora das últimas partidas por causa de uma lesão no pé esquerdo, também jogará.

O zagueiro Wesley Matos, que levou o terceiro cartão amarelo, cumprirá suspensão. Alison será o substituto dele.

Ascensão

O técnico Petkovic, que estreou com vitória no Criciúma, fora de casa, contra o Luverdense, gravou um vídeo e convocou a torcida para comparecer ao jogo. Com sete pontos e na 13ª colocação, os catarinenses precisam vencer os mineiros para se afastar de vez do Z-4.