O atacante Hulk tem grandes chances de cravar a artilharia da Copa do Brasil, algo que apenas um jogador do Atlético conseguiu em toda a história da competição. Avante do Galo de 1988 a 1991, Gérson foi o único atleta do clube a se tornar goleador de uma edição do torneio mata-mata. Ou melhor, de duas edições.

Os feitos de Gérson aconteceram em 1989 e 1991. Na primeira Copa do Brasil, ele anotou sete gols pelo Atlético. E na terceira edição, somou seis bolas na rede, sendo cinco delas em uma só partida, a goleada por 11 a 0 sobre o Caiçara. Em ambas as ocasiões, encerrou como artilheiro da competição nacional.

No entanto, Gérson e o Galo não chegaram ao título nessas campanhas. Em 1989, o Alvinegro foi eliminado pelo Goiás nas quartas de final. Em 1991, caiu nas oitavas para o Criciúma, que viria a ser o campeão do torneio daquele ano.

Hulk

Na atual edição da Copa do Brasil, Hulk tem seis gols, dois a mais que Renato Kayzer, do Athletico-PR, adversário do Atlético na decisão.

Atlético

Até agora, o camisa 7 alvinegro anotou tento em todas as fases que o time mineiro disputou. Na terceira etapa, fez um no 2 a 1 sobre o Remo, no Mineirão, no jogo da volta. Nas oitavas, estufou as redes uma vez nos 2 a 0 para cima do Bahia, na partida de ida, também no Gigante da Pampulha.

Depois, marcou duas vezes contra o Fluminense (nas vitórias por 2 a 1, no Engenhão, e 1 a 0, no Mineirão) e mais duas diante do Fortaleza (nos triunfos por 4 a 0, no Gigante, e 2 a 1, no Castelão).

Leia mais:
Atlético x Flamengo: enquanto Cuca poupa titulares, Renato Gaúcho usa força máxima
Alonso projeta clássico contra o Flamengo: ‘vamos deixar a vida, como fazemos em todo jogo’
Com Galo na final, Minas pode se isolar como segundo estado com mais títulos da Copa do Brasil