A Fiat e a Gerdau, as duas principais patrocinadoras do time masculino de vôlei do Minas Tênis Clube, repudiaram publicamente as recentes declarações do jogador Maurício Souza, consideradas pelas empresas com cunho preconceituoso e homofóbico. 

Por meio das redes sociais (veja abaixo), as companhias criticaram os posicionamentos do atleta e cobraram medidas cabíveis por parte do Clube da Rua da Bahia sobre o caso.

As manifestações da Fiat e da Gerdau vêm um dia após o Minas divulgar uma nota oficial sobre a situação envolvendo o jogador.

O texto, em que a instituição minastenista (confira abaixo) afirmou que estava orientando o atleta internamente sobre a situação, teve repercussão negativa nas próprias publicações veiculadas nas redes sociais do clube.

Procurado pelo Hoje em Dia, o Minas Tênis Clube afirmou que ainda não tem um posicionamento sobre o caso. No entanto, a reportagem apurou que existe uma reunião programada para tratar da situação.

Entenda o caso

Há cerca de uma semana, Maurício Souza usou as redes sociais (veja abaixo) para criticar uma reportagem que trata sobre um anúncio da empresa DC Comics, em que o novo Super-Homem, filho de Clark Kent, assumirá que é bissexual nas próximas edições da revista em quadrinhos.

No Instagram, Maurício teceu o seguinte comentário. “Ah é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar”, escreveu o central.

Na última quinta-feira, a torcida Independente do Minas divulgou nota oficial informando que passaria a ignorar o jogador em redes sociais, jogos e manifestações.

Em resposta à reação negativa dos torcedores, o atleta afirmou, também por meio de mídias digitais, que “hoje em dia, o certo é errado e o errado é o certo”, e que “ficaria com suas crenças, valores e ideais”.

Não foi a primeira vez em que o jogador se envolveu neste tipo de polêmica.

Em 2017, o jogador publicou que “Sou do tempo em que fumar era bonito e dar a b***a era feio! Hoje, fumar é feio e dar a b***a é bonito! Sorte minha ser velho!”. E o comentário gerou muitas críticas por parte do público.