Foram menos de 20 minutos em campo, algumas tentativas de dribles, uma finalização com perigo à meta do Botafogo e um cansaço, aliado à ansiedade, que o obrigou a deixar o campo de jogo de forma prematura no segundo tempo. Assim foi a estreia de Vitor Roque no time profissional do Cruzeiro, nessa terça-feira (12), no Independência.

Um fato curioso é que ele debutou com uma idade inferior à de Ronaldo, quando o futuro Fenômeno disputava sua primeira partida pelos celestes.

Enquanto Roque estreou pela Raposa com cerca de 16 anos e sete meses de idade, o então Ronaldinho tinha em torno de 16 anos e oito meses no triunfo por 1 a 0 sobre a Caldense, no dia 25 de maio de 1993.

Outro que debutou pelo Cruzeiro muito cedo foi Tostão. O então aspirante a craque começou sua jornada na equipe profissional da Raposa em 4 de abril de 1963, na vitória por 2 a 1 em cima do Siderúrgica. Na época, ele tinha apenas 16 anos e três meses de idade.

Cruzeiro

Vitor Roque agradou ao técnico Luxemburgo nessa terça-feira, contra o Botafogo

Elogios

Apesar de ter “sentido a estreia”, Roque foi alvo de elogios por parte do técnico Vanderlei Luxemburgo, responsável por promover o ingresso do jovem aos 15 minutos da segunda etapa do empate em 0 a 0 com o Botafogo.

"Ele estava cansado no momento (em que o tirei de campo), não aguentava mais, porque teve a emoção de entrar no jogo, de estrear com 16 anos, e levou até um susto, coitadinho. Mas conseguiu fazer algumas jogadas, mostrou a cara, mostrou a que veio. Eu o tirei porque não conseguia mais dar pique, tinha que voltar e jogar”, afirmou.

E complementou: “Dei os parabéns pela estreia, é mais um jogador de qualidade que o Cruzeiro está lançando. Vamos trabalhar com ele, sem pressa. Jogador que promete muito”.

Leia mais:
Com o 0 a 0 desta terça-feira, Cruzeiro empatou metade de seus jogos na Série B
Cruzeiro terá três desfalques por suspensão para o jogo contra o Avaí, na Ressacada