Embora o coordenador da Seleção Brasileira, Juninho Paulista, tenha indicado que algumas partidas do Campeonato Brasileiro seriam adiadas por causa da convocação de jogadores para defender a equipe nacional nas Eliminatórias Sul-Americana, o Atlético se prepara para seguir o calendário previsto sem qualquer adiamento.

Segundo o diretor de futebol do Galo, Rodrigo Caetano, toda a logística já foi preparada para a viagem a Chapecó, onde a equipe comandada por Cuca deve enfrentar a Chapecoense na quarta-feira (6), às 19h, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Estamos trabalhando com planejamento original de que nenhuma rodada será adiada. Aguardávamos ontem (quinta-feira) uma decisão da CBF. Temos a logística para o jogo contra a Chapecoense definida desde ontem”, afirmou o dirigente em entrevista coletiva nesta sexta-feira (1º).

Atlético

Rodrigo Caetano pede que Tite não convoque jogadores do futebol brasileiro

Assim, o Atlético já considera que terá desfalques em três compromissos pelo Campeonato Brasileiro: contra Chapecoense (6 de outubro), Ceará (9 de outubro) e Santos (12, 13 ou 14 de outubro).

Durante o período desses jogos pelo Brasileirão, o lateral-esquerdo Guilherme Arana defenderá a Seleção Brasileira nas Eliminatórias, enquanto o zagueiro Junior Alonso jogará pelo Paraguai e o volante Alan Franco pelo Equador.

O atacante Vargas foi convocado para defender a seleção chilena, mas sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo e foi cortado. Já o venezuelano Savarino não fez parte da pré-lista de convocados para a seleção de seu país nas próximas rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas.

Possibilidade de perder Hulk

O Atlético convive com o receio de que o atacante Hulk possa ser mais um desfalque na sequência do Campeonato Brasileiro. Presente em lista anterior do técnico Tite, o camisa 7 do Galo poderia retornar agora para ser o substituto de Matheus Cunha, que sofreu uma lesão e foi cortado.

Para o diretor de futebol atleticano Rodrigo Caetano, uma possível convocação de Hulk neste momento seria um erro da CBF. “Não creio que haverá este contrassenso da CBF. Já houve contrassenso com a convocação de cinco atletas que disputam o Brasileiro”, analisou.

Entre jogadores que atuam no futebol brasileiro, além de Guilherme Arana, o técnico Tite convocou o goleiro Weverton, do Palmeiras, o volante Edenilson, do Internacional, o meia Everton Ribeiro e o atacante Gabriel Barbosa, ambos do Flamengo.

Uma nova convocação para a Seleção Brasileira, mais uma vez para jogos das Eliminatórias, será feita em novembro. Diante da possibilidade de perder mais atletas na reta final do Brasileirão, Rodrigo Caetano reivindicou que Tite evite chamar jogadores que defendam clubes brasileiros.

“Em novembro, tem outra data-Fifa e não tem como o clube vetar a convocação. Estou clamando que lá na frente a CBF priorize o Campeonato Brasileiro, o seu produto, que estará numa reta final”, acrescentou.

Leia mais:
Justiça intima Fred a pagar R$ 23 milhões ao Atlético por causa da ida para o rival em 2017; entenda