Vencer ou ver as chances de acesso à Série do Campeonato Brasileiro se aproximarem de zero. Esse é o cenário para o Cruzeiro na partida diante do CSA, neste domingo (26), às 16h, no Independência.

Embora acumule 12 jogos consecutivos sem derrota, a Raposa iniciou a 26ª rodada da Série B a 13 pontos do G-4. Assim, o departamento de matemática da UFMG calcula que as chances de o time celeste disputar a Primeira Divisão em 2022 são apenas de 0,6%.

Curiosamente, um dos principais motivos para a situação desconfortável foi o justamente o baixo aproveitamento sob o comando do treinador adversário deste domingo. Agora no comando do CSA, Mozart Santos somou apenas 13 dos 39 pontos que disputou enquanto foi o técnico cruzeirense na Série B.

Cruzeiro

Sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o Cruzeiro tem quase o dobro do rendimento alcançado com o treinador anterior. Contudo, isso ainda não foi suficiente para se aproximar das primeiras colocações e, enfim, entrar na briga pelo acesso.

Ainda de acordo com o departamento de matemática da UFMG, as equipes que somarem 64 pontos terão chance superior a 98% de subir para a Primeira Divisão. Restando 13 rodadas, a Raposa precisa vencer 11 jogos ou ganhar 10 e empatar outros três para alcançar essa meta.

Equipe não “joga a toalha”

A missão pode parecer impossível para uma equipe que venceu somente seis de 25 partidas disputadas, mas o discurso na Toca da Raposa ainda segue de confiança. Os jogadores depositam esperanças agora numa condição de gramado melhor e no apoio da torcida belo-horizontina, com a volta ao Independência, depois de dois jogos como mandante na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

“Ralmente, a torcida dá um apoio fora do normal, nos ajuda a correr mais, a buscar o gol, a estarmos mais concentrados defensivamente. Que possa ir em grande número, dentro do que é permitido, para nos apoiar como sempre fez”, destacou o volante Rômulo.

Quem joga no Cruzeiro

Para encarar o CSA, o Cruzeiro terá mudanças no ataque. Wellington Nem sofreu uma lesão muscular na coxa direita. Já Marcelo Moreno cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Outra ausência no setor é a de Bruno José, ainda com dores no tornozelo direito, responsáveis por tirá-lo de ação nos dois últimos jogos.

Entre as opções ofensivas, Vanderlei Luxemburgo relacionou Vitor Leque, autor do gol da vitória do Cruzeiro sobre o arquirrival Atlético, por 1 a 0, pela semifinal do Campeonato Mineiro sub-20, na última quinta-feira (23).

Na defesa, o treinador não pdoerá contar com o zagueiro Eduardo Brock, que, assim como o atacante Marcelo Moreno, cumprirá suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO
Fábio; Rômulo, Léo Santos (Rhodolfo), Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Marco Antônio e Giovanni; Dudu (Claudinho), Felipe Augusto (Sóbis) e Thiago
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

CSA
Thiago Rodrigues; Cristovam, Matheus Felipe, Lucão e Kevyn; Geovane, Yuri e Gabriel; Marco Túlio, Iury Castilho e Nilson (Bruno Mota)
Técnico: Mozart

DATA: 26 de setembro de 2021 (domingo)
HORÁRIO: 16h
LOCAL: Independência
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Flávio Rodrigues de Souza, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Anderson José de Moraes Coelho, todos de São Paulo
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
TRANSMISSÃO: Globo e Premiere

Leia mais:
Após ‘rejeitar’ Mineirão e Sete Lagoas, Cruzeiro aposta suas fichas em ‘casa amarga’ de 2020/21
Aproveitamento alto de times do G-4 deixa Cruzeiro mais distante do acesso à Série A