Quando tudo parece perdido ou, no mínimo, muito difícil, lá está Hulk para enfrentar o imponderável, transformar toda a apreensão do torcedor em alegria e alimentar o sonho da Massa em ver o Atlético levantando taças de campeão neste ano. Assim vem sendo a trajetória do atacante com a camisa alvinegra. Além de colaborar coletivamente, o atacante está obtendo alguns feitos individuais. E uma nova marca pode ser alcançada até dezembro.

Em 2009, Diego Tardelli anotou 42 gols, número que dificilmente será repetido ou superado por Hulk ou qualquer outro jogador do Galo em 2021. No entanto, o camisa 7 pode se tornar o melhor atleta da equipe, desde então, no quesito bolas na rede em uma só temporada. Com o 20° gol anotado pelo clube, na vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, na última quarta-feira (15), pela Copa do Brasil, o Vingador ultrapassou Jô e o próprio DT9, cada um deles com 19 gols em 2013 e 2014, respectivamente.

O melhor desempenho ofensivo neste sentido, após Tardelli em 2009, pertence a Fred, que, em 2017, marcou 30 gols pelo Atlético. Obina, em 2010, também alcançou uma marca expressiva, com 27 tentos. Outros atletas que aparecem à frente de Hulk em gols por temporada são Robinho, com 25 bolas na rede em 2016, Lucas Pratto, com 23 em 2015, e Ricardo Oliveira, com 22 em 2018.

Vingador alvinegro

O primeiro encontro de Hulk com as redes, pelo Atlético, se deu logo em sua terceira partida com o uniforme preto e branco, nos 3 a 0 para cima do Coimbra, no dia 19 de março, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro. Depois disso, ele amargou mais de um mês sem gol, quando em 27 de abril anotou dois tentos na vitória por 2 a 1 sobre o América de Cali, no Gigante da Pampulha, pela Libertadores. A partir dali, começava o reinado do Vingador.

Após o jogo diante dos colombianos, o atacante se tornou o grande diferencial da equipe. Com 45 partidas disputadas, é o artilheiro do Galo na temporada e também o principal garçom da equipe no ano, com 11 assistências. Em suma, participou diretamente de 31 dos 85 gols do clube em 2021.

As ótimas atuações e o poder de decisão o levaram à Seleção Brasileira, algo que não acontecia desde 2016. Ele atuou apenas alguns minutos no último dia 9, nos 2 a 0 em cima do Peru, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, mas se depender de seu desempenho no Atlético, continuará sendo figura presente nas convocações de Tite.

Atlético

Decisões

Depois da classificação às semifinais da Copa do Brasil, Hulk e o Galo se preparam para novos duelos decisivos. Neste sábado (18), às 19h, no Mineirão, o time mineiro encara o Sport, em mais um jogo importantíssimo para tentar ampliar a vantagem sobre os concorrentes ao título do Brasileirão (atualmente o Alvinegro, líder, tem 42 pontos, sete a mais que o Palmeiras e oito a mais que o Flamengo, que tem dois confrontos a menos).

E na terça-feira (21), às 21h30, no Allianz Parque, a equipe inicia a disputa das semifinais da Libertadores diante do Palmeiras. E a Massa anseia que Hulk e o Galo façam jus à fama de “fortes e vingadores” novamente.

Confira os goleadores do Atlético por temporada desde 2009

2021*
Hulk: 20

2020
Keno: 11

2019
Ricardo Oliveira: 14

2018
Ricardo Oliveira: 22

2017
Fred: 30

2016
Robinho: 25

2015
Lucas Pratto: 23

2014
Diego Tardelli: 19

2013
Jô: 19

2012
Bernard: 15

2011
Magno Alves: 18

2010
Obina: 27

2009
Diego Tardelli: 42

* Temporada em andamento

Leia mais:
Vingador decisivo: Hulk chega a 31 participações diretas em gols pelo Atlético na temporada
Com gol sobre o Fluminense, Hulk se isola na artilharia do Atlético no Novo Mineirão
Galo carrega invencibilidade de mais de 20 anos para o Sport jogando em casa; veja o retrospecto