O Atlético apresentou, na quinta-feira (12), um recurso à Conmebol para tentar anular a expulsão do meia Nacho Fernández, no jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores, contra o River Plate, da Argentina, na última quarta.

De acordo com a assessoria de comunicação do Galo, o pedido é fundamentado em irregularidade na revisão do lance. O alvinegro entende que o procedimento dos árbitros violou as normas da entidade, conforme observado nos áudios e imagens divulgados pela entidade máxima do futebol sul-americano.

O Atlético alega que o árbitro de campo só poderia ser chamado pelo VAR para realizar a checagem do lance caso os operadores interpretassem a ocorrência de suposta infração por "força excessiva".

Entretanto, o Galo, por meio do comunicado divulgado nesta sexta, entende que: “os operadores do VAR caracterizaram, repetidamente, o lance como "força média", onde seria cabível tão apenas a apresentação do cartão amarelo, hipótese esta em que o juiz de campo não poderia ter sido chamado para revisar o lance, sendo manifestamente desproporcional a aplicação da expulsão”.

Diretor jurídico do Atlético, Luiz Fernando Ribeiro, está confiante em um desfecho positivo para o clube no caso.

"Estamos confiantes na revisão do lance. A fundamentação é inequívoca”, disse Ribeiro, aos canais oficiais do clube alvinegro.

O lance

Nacho Fernández foi expulso aos 38 minutos do segundo tempo, após chegar atrasado em uma dividida e atingir com a sola a perna do volante Angileri.

No momento do lance, o árbitro venezuelano Jesus Valenzuela sequer marcou falta. Entretanto, após recomendação VAR, reviu a jogada e decidiu aplicar o cartão vermelho ao jogador do Galo.

Caso consiga reverter a punição, Nacho estará apto para o jogo de volta, marcado para esta quarta, às 21h30, no Mineirão. Como venceu o jogo de ida por 1 a 0, os comandados de Cuca estão a um empate da semifinal da competição.

Leia Mais:
Arana fala da emoção pela convocação à Seleção em uma sexta-feira 13: 'meu número, deu sorte'

Prováveis escalações, dúvidas e desfalques de Atlético e Palmeiras para o jogo deste sábado

 

Árbitro Jesus Valenzuela consulta o VAR antes de expulsar Nacho, contra o River, em 2021