Se tem um clube brasileiro que vem impactando o mercado da bola, este é o Atlético. De alguns anos para cá, o Galo tem contratado jogadores de peso, como Arana, Nacho, Hulk e tantos outros. Nesta semana, mostra novamente que não vai medir esforços para angariar mais reforços, com a vinda de Diego Costa, o que reitera uma “política” dentro da agremiação.

O Alvinegro demonstra estar atento tanto com possibilidades nos territórios nacional e sul-americano como também em países de outros continentes, em busca de novas peças de qualidade. Contabilizando o ex-atacante do Atlético de Madrid, da Espanha, o atual plantel atleticano chegaria a 32 jogadores (considerando que Marrony está de malas prontas para a Dinamarca), sendo que 13 deles (40% do elenco) estavam em times do exterior – ou livres no mercado após defenderem alguma equipe de fora –, antes de desembarcarem na Cidade do Galo.

De outros países da América do Sul vieram Alonso (Boca Juniors, da Argentina), Dylan Borrero (Santa Fe, da Colômbia), Zaracho (Racing, da Argentina), Alan Franco (Del Valle, do Equador) e Nacho Fernández (River Plate, da Argentina). Da América do Norte, chegaram Savarino (Real Salt Lake, dos Estados Unidos) e Vargas (Tigres, do México).

O mercado asiático também esteve no radar alvinegro: Keno jogou no Al-Jazira, dos Emirados Árabes, antes de fechar com o Atlético, enquanto Hulk passou alguns meses sem clube, após passagem pelo Shanghai SIPG.

E da Europa vieram Arana (pertencia ao Sevilla, mas também atuou no Atalanta), Mariano (deixou o Galatasaray) e Nathan (jogou no Belenenses e pertencia ao Chelsea), além do recém-contratado Diego Costa.

Em alguns casos, o Atlético teve custo zero na vinda de atletas, vide Hulk e Diego Costa, mas em contratações caras, como as de Nacho e Zaracho, contou com o investimento dos “4 R’s”.

Dentro de campo, os resultados têm aparecido nesta temporada: campeão mineiro, o time é líder do Brasileiro e está nas quartas de final da Copa do Brasil e da Libertadores. Resta saber até onde a equipe chegará com a vinda de mais um reforço de peso.

Allan

Apesar de pertencer ao Liverpool antes de acertar sua ida em definitivo para o Atlético, o volante Allan defendia as cores do Fluminense em 2019. No ano seguinte, passou a trajar preto e branco.

Atlético

Diego Costa chega para reforçar o Atlético