No dia em que completou 60 jogos com a camisa do Atlético, o atacante Eduardo Sasha foi peça importante na vitória do Alvinegro por 3 a 0 sobre o Bahia, nesse domingo (25), no Mineirão, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Acionado no intervalo do duelo no Gigante da Pampulha, o camisa 18 entrou bem e participou diretamente do primeiro gol do jogo. Aos 12 minutos, Sasha tabelou com Hulk e viu a grande estrela do time invadir a área e bater na saída do goleiro, com categoria, para abrir o marcador.

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, Eduardo Sasha comentou justamente sobre a grande fase vivida pelo companheiro de time.

"Não tem nem muito o que falar. O Hulk, além de um grande jogador, é uma grande pessoa. Vem nos ajudando demais nessa temporada, decidindo jogos. Então, tendo ele nosso grupo é, sem dúvidas, gratificante. Um cara que traz respeito também. O adversário acaba sentindo mais quando ele está em campo. Acho que está de parabéns e tomara que continue nos ajudando cada vez mais", completou Sasha, que soma onze gols pelo Galo. 

Qualidade do grupo

Em três frentes de disputa e convivendo com convocações, suspensões, lesões e outros problemas médicos, o Atlético tem rodado bastante o elenco nos últimos nos últimos meses.

Mesmo com as trocas, o time tem conseguido bons resultados, conquistando o título do Campeonato Mineiro, a vaga nas quartas de final da Copa Libertadores, a vice-liderança do Campeonato Brasileiro e um lugar nas oitavas de final da Copa do Brasil.

A força do elenco atleticano, também foi elogiada por Eduardo Sasha. "A gente sabe a qualidade que o grupo, em geral, tem. Não apenas os que estão jogando. Em muitas vezes, quem vai resolver ou decidir um jogo é quem acaba entrando. Então, a gente tem ciência disso. Fico feliz por ter entrado, poder ajudar de alguma forma. Isso só mostra o valor e o potencial que tem nosso grupo. Isso faz a gente estar brigando pelas três competições em que a gente está".

Sasha também comentou sobre o trabalho de Cuca para conseguir um desempenho de atletas que não possuem status de titular.

"A administração dele (Cuca) com todos nós é de igualdade. Ele fala que precisa de todos, que vai precisar. Alguns, que talvez não estejam muito utilizados, ele fala para continuar treinando, que pode surgir a possibilidade de entrar. Então, acho que ele vem levando isso muito bem. Talvez, por isso, todos que entram dão conta do recado".

Atlético e Sasha agora voltam o foco para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o Galo recebe o Bahia, às 21h30, no Mineirão, no jogo de ida das oitavas de final do torneio.