A vitória por 3 a 0 sobre o Bahia, neste domingo (25), no Mineirão, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, manteve o embalo do Atlético na competição. Agora são seis triunfos seguidos e mais uma demonstração de que o time se apresenta como forte candidato ao título.

Entretanto, apesar do placar dilatado, o Galo encontrou dificuldades diante do Tricolor de Aço, especialmente nos primeiros 45 minutos do duelo, em que os visitantes tiveram bem postados na defesa.

Após o confronto, o técnico Cuca destacou a evolução do Alvinegro para a segunda metade do embate no Gigante da Pampulha.

“No primeiro tempo, estávamos muito preocupados com a arbitragem, meio que desconcentra o jogo. Foi conversado que tivéssemos foco no jogo. No segundo tempo, foi diferente, muito em função disso, da concentração do jogo. O adversário nos trouxe muitos problemas, não só como marcação baixa, mas como contra-ataque que eles têm”, disse o treinador.

Para a etapa final, o técnico alvinegro lançou Eduardo Sasha na vaga de Borrero, e Tchê Tchê no lugar de Franco, e as alterações surtiram efeito rapidamente.

No primeiro gol, Sasha tabelou com Hulk e viu o companheiro bater com categoria, na saída do goleiro, para abrir o marcador e dar tranquilidade ao time.

Com o jogo sob controle, o Galo o ainda ampliou com Hulk novamente, e com Nathan, já nos acréscimos.

“Cada jogo te oferece uma coisa. Você não sabe como o adversário vai jogar. Eu não esperava o Bahia com uma linha de cinco igual eles fizeram, outra linha de quatro e o Gilberto. Se eles encurtam, fazem marcação bem curta, como fizeram, vai te sobrar um lado do campo uma vez ou outra. Tivemos que nos adaptar à situação de jogo durante o jogo. Durante o tempo (jogo), mudamos, quem entrou, entrou bem, contribuiu para a vitória, abrindo mais espaço”, disse Cuca.

Hulk

O treinador do Atlético também fez questão de elogiar a atuação de Hulk, justamente no dia em que a principal estrela do time completa 35 anos.

"E no dia do aniversário é complicado, porque ele vai querer fazer algo com amigos e família. Se você não ganha, seu aniversário se torna ruim. Era um preço que se tinha. Ele pode comemorar, lógico que de forma comedida, dentro das normas. Fez por onde merecer, se dar os presentes que deu”.

Atlético e Cuca agora voltam o foco para a Copa do Brasil. Na próxima quarta, o Galo encara novamente o Bahia, às 21h30, no Mineirão, no jogo de ida das oitavas de final da competição.

Leia mais 

Hulk brilha, Atlético vence o Bahia no Mineirão e segue a perseguição ao Palmeiras no Brasileirão

Em dia de aniversário, Hulk se torna vice-artilheiro do Brasileiro e presenteia a Massa

Novamente decisivo, Hulk comemora vitória no dia do aniversário junto com a ‘segunda família’