Embalado pela classificação para as quartas de final da Copa Libertadores, alcançada contra o Boca Juniors, da Argentina, na última terça-feira (20), no Mineirão, o Atlético volta o foco para o Campeonato Brasileiro. Neste domingo (25), o Galo encara o Bahia, às 11h, novamente no Gigante da Pampulha, pela 13ª rodada do principal torneio do país.

Vice-líder, com 25 pontos, três a menos do que o Palmeiras, o time comandado pelo técnico Cuca vem de cinco vitórias seguidas na competição.

Além do momento positivo, o Atlético tem como trunfo para o encontro com o Tricolor da Boa Terra o fato de viver uma sequência de quatro jogos em casa na temporada.

Além do confronto com o Boca e da partida deste domingo, o Galo vai atuar no Mineirão na próxima quarta (28), de novo contra o Bahia, dessa vez pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e no domingo seguinte, ante o Athletico-PR, pela Série A.

Em compensação, após esse período, o Alvinegro vai ter três compromissos seguidos longe de seus domínios: contra Bahia, no confronto de volta da Copa do Brasil, Juventude, pelo Brasileirão, e River Plate, no primeiro duelo das quartas da Libertadores. 

Desgaste

Esse período sem viagens é comemorado pelo Atlético, especialmente pela questão física. Desgastado por estar em três frentes de disputa, o Galo tem convivido com algumas lesões nas últimas semanas, sejam elas de origem muscular, como as dos atacantes Keno e Marrony, ou pancadas, vide a sofrida pelo volante Jair. Os dois primeiros seguem na fisioterapia, enquanto o meio-campista, em recuperação de uma luxação no ombro, pode ser relacionado para o duelo deste domingo.

Baixas certas são o atacante Vargas, com Covid-19, o lateral-esquerdo Arana, na Seleção Olímpica, e o goleiro Rafael, em recuperação de uma cirurgia no ombro.

Em compensação, o técnico Cuca poderá contar com o zagueiro Rabello, que cumpriu suspensão, e o lateral-direito Guga, de volta ao grupo depois de ter sido punido e isolado por ter participado de um evento com aglomeração na semana passada.

FICHA DO JOGO

ATLÉTICO

Everson; Mariano, Nathan Silva, Alonso e Dodô; Allan, Tchê Tchê e Zaracho; Nacho, Savarino e Hulk.

Técnico: Cuca

BAHIA

Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Germán Conti, Ligger e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Jonas (Matheus Galdezani) e Rodriguinho; Thonny Anderson (Maycon Douglas), Rossi e Gilberto.

Técnico: Dado Cavalcanti

DATA: 25 de julho de 2021 (domingo)

HORÁRIO: 11h

LOCAL: Mineirão

CIDADE: Belo Horizonte

MOTIVO: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro

ARBITRAGEM: Antonio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Márcio Iglésias Araújo Silva, todos do Piauí

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

TRANSMISSÃO: Premiere