Um dos fatores determinantes para a campanha ruim do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro da Série B é o alto número de gols sofridos. Vazado 23 vezes em 13 jogos (média de 1,76 gol por jogo), o time celeste tem a pior defesa da competição.

A instabilidade do setor defensivo é exemplificada pela série de mudanças promovidas pelo técnico Mozart no miolo de zaga.

No comando da equipe estrelada há onze jogos, o treinador escalou oito formações diferentes para o setor até momento (confira a lista abaixo). No período, além de alternar um esquema com dois e três zagueiros, sete jogadores foram utilizados no setor.

É verdade que o desequilíbrio do time estrelado não se restringe apenas à dupla ou trio de zaga. Responsáveis em auxiliar os defensores centrais, os laterais, meio-campistas e atacantes também não vêm correspondendo. Ídolo da torcida celeste, o goleiro Fábio também não vive bom momento.

Entretanto, certo é que as mudanças de Mozart não surtiram efeito até o momento, com o time celeste sofrendo 16 gols nos duelos em que o atual comandante esteve à frente da equipe (1,45 gol por jogo de média).

Ida ao mercado

As várias falhas individuais e as frequentes ausências de zagueiros por suspensão e lesão fizeram com que a diretoria celeste fosse ao mercado recentemente para tentar reforçar o setor.

Nas últimas semanas, chegaram Léo Santos e Rhodolfo, que fizeram dupla na derrota por 3 a 0 para o Avaí no último sábado, no Mineirão.

No revés diante do Remo, Santos perdeu a vaga para Eduardo Brock, o que formou a oitava formação diferente do treinador para a zaga.

Além do trio, foram utilizados pelo treinador na função: Ramon, Paulo, Weverton (lesionado no momento) e Joseph.

Na zona de rebaixamento da Série B, com apenas 11 pontos, na 17ª colocação, a equipe estrelada tem a busca pela evolução do sistema defensivo como um dos pontos principais para tentar a recuperação na competição. 

Confira abaixo as formações de zaga utilizadas por Mozart no Cruzeiro:

Cruzeiro 1 x 1 Goiás: Ramon e Eduardo Brock

Ponte Preta 0 x 1 Cruzeiro: Ramon e Eduardo Brock

Operário 2 x 1 Cruzeiro: Ramon, Weverton e Paulo

Cruzeiro 2 x 1 Vasco: Joseph, Ramon e Paulo

CSA 2 X 1 Cruzeiro: Joseph, Ramon e Weverton

Cruzeiro 3 x 3 Guarani: Léo Santos e Paulo

Brasil-RS 0 X 0 Cruzeiro: Ramon e Léo Santos

Cruzeiro 0 x 0 Coritiba: Ramon e Léo Santos

Botafogo 3 x 3 Cruzeiro: Ramon e Léo Santos

Cruzeiro 0 x 3 Avaí: Léo Santos e Rhodolfo

Remo 1 x 0 Cruzeiro: Rhodolfo e Eduardo Brock

Leia Mais:
Cruzeiro terá retorno de Giovanni e ausência de Matheus Barbosa contra o Vila; Moreno é dúvida