Artilheiro do Atlético na Copa Libertadores, com seis gols, o atacante Hulk acredita que o Atlético poderia ter feito mais dentro de campo nesta terça-feira (13), contra o Boca Juniors, em La Bombonera, pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores. Mesmo assim, não viu com maus olhos o empate em 0 a 0 e se diz confiante para o confronto de volta, na próxima terça (20), no Mineirão.

“São duas finais. Cada jogo é decisivo. A gente veio tentar buscar a vitória, mas respeitando o Boca, que também é uma equipe grande. Infelizmente não conseguimos. Porém, saímos com um empate. E vamos decidir na próxima semana em nosso estádio. Esperamos estar bem melhores, errar menos e aproveitar ao máximo”, disse o centroavante à TV Conmebol.

Além disso, ele comentou que ansiava jogar no estádio em Buenos Aires, embora tenha faltado um elemento “mágico”.

“A gente queria que esse estádio estivesse lotado. A torcida do Boca é maravilhosa, como é a nossa. Fico muito feliz em jogar nesse estádio histórico. E sair daqui lisonjeado por ter jogado aqui com o Galo”, disse.

Atlético