Embalado pela primeira vitória no Campeonato Brasileiro, o América se prepara para o duelo com o Santos, neste sábado (3), às 19h, no Independência, pela nona rodada da competição.

Além da boa atuação no triunfo por 4 a 3 sobre o Bahia, nessa quinta, o Coelho pode se apegar ao positivo retrospecto recente contra o Peixe, para mirar os três pontos em casa. Dos últimos quatro jogos entre as equipes, o Alviverde venceu três, e o Alvinegro da Baixada Santista, uma.

O último encontro ocorreu em 18 de novembro de 2018, pela 35ª rodada do Brasileirão, também no Horto. Na ocasião, o América venceu por 2 a 1, com gols de Rafael Moura e Matheusinho. Gabigol descontou para os visitantes.

No primeiro turno, o Coelho já havia levado a melhor sobre o Peixe, batendo o adversário por 1 a 0, com um gol de Ruy, na Vila Belmiro.

Já em 2016, o embate pela principal competição do país foi equilibrado, com uma vitória para cada por 1 a 0. No Independência, Juninho garantiu os três pontos para os donos da casa. Na Vila, Ricardo Oliveira deu o triunfo ao Peixe.

Retrospecto geral

Se América levou a melhor nos últimos encontros com o Santos, no retrospecto geral do confronto a vantagem é do time paulista.

Nos 20 duelos entre as equipes na história, o time da Baixada Santista venceu onze, o Coelho seis, e ainda houve três empates. O Santos marcou 36 gols e o América 22. No período, 13 jogos valeram pelo Campeonato Brasileiro e os outro sete foram amistosos.

O primeiro confronto entre as equipes foi realizado no dia 13 de fevereiro de 1944, no estádio Otacílio Negrão de Lima, ou Alameda, primeira casa do América. No amistodo disputado, melhor para os mandantes, que venceram por 4 a 1, com três gols de Alfredinho e um de Gabardo. Zezé, contra, descontou para os visitantes.

Os dados são dos portais “O Canto do Coelho” e Acervo Histórico do Santos Futebol Clube”.

Na 16ª posição, com seis pontos, o Alviverde busca a vitória neste sábado para se manter fora da zona de rebaixamento. O Santos, sexto colocado, com 12 pontos, quer o triunfo para tentar entrar no G-4.

Leia Mais:
Após cinco formações diferentes, zaga do Cruzeiro pode mudar mais uma vez para encarar o Brasil-RS
Com reforços, Galo recebe o Atlético-GO em busca de um lugar no G-6 do Brasileirão