Antes da partida entre Athletic e América, na noite desta quarta-feira (3), o técnico do Coelho, Lisca, fez um desabafo contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que marcou para semana que vem o início dos jogos da Copa do Brasil, num momento crítico vivido pelo País na pandemia.

"Quase inacreditável que saiu uma tabela da Copa do Brasil hoje com jogos dia 10 a 17; 80 clubes; delegações com 30 pessoas de um lado a outro no país. Nosso país parou, gente! Não tem lugar nos hospitais. Estou perdendo amigos, amigos treinadores... Não é hora, cara! É hora de segurar a vida”, disparou em entrevista ao Premiere.

E não parou por aí. Ele fez um apelo à CBF e outras autoridades do futebol, pedindo mais sensibilidade por conta dessa situação gravíssima.

“Campeonato Mineiro, tudo bem, é mais perto. Mas pegar uma delegação do Sul e levar para Manaus? Como vão fazer isso? Presidente (Rogério) Caboclo, Juninho Paulista (coordenador da Seleção), Tite, Cléber Xavier (auxiliar de Tite), autoridades, estamos apavorados, pelo amor de Deus", disse.

América