Ano novo, esperança de vida nova. É com este espírito que o Cruzeiro volta a ser mandante no Mineirão, após hiato de três meses. Na reta final da Série B, a Raposa optou por mandar os jogos na Arena Independência, buscando mudanças de ares e, principalmente, redução dos custos operacionais.

Nesta quarta-feira (3), o time Celeste, que estreou na temporada com empate em 1 a 1 com o Uberlândia, no Triângulo, fará o debute em casa. O técnico Felipe Conceição, o lateral-esquerdo Alan Ruschel, os meio-campistas Matheus Barbosa, Matheus Neris e Marcinho, e o atacante Felipe Augusto, todos titulares na rodada inicial, deverão estrear na capital. A partir das 21h30, o time recebe a Caldense.

Tendo o Gigante da Pampulha como palco, o Cruzeiro buscará apagar o péssimo rendimento atingido em 2020, quando conquistou 51% dos pontos disputados em BH. Foram 41 pontos atingidos em 81 possíveis; "alegria de alguns visitantes", a Raposa acumulou 11 vitórias, 8 empates e outras 8 derrotas em seus domínios.