Antes do aquecimento no gramado do Mineirão para o confronto com a URT neste domingo (28), às 18h15, no Mineirão, o goleiro Victor ressaltou a “dificuldade” em se despedir do clube alvinegro e do “vazio no coração” pela chegada deste momento. Ao mesmo tempo, ressaltou o sentimento de dever cumprido.

"Significa o último ato de uma grande passagem, de uma história vitoriosa, moldada também nas dificuldades, mas acima de tudo um legado deixado, de grandes conquistas, de realmente poder fazer parte da galeria dos grandes vencedores do Atlético Mineiro. Orgulho e alegria por fazer parte desse seleto grupo. Chego com coração em paz, cumpri minha missão, fiz meu melhor. Não me isento de erros ou equívocos, porém sempre fiz o melhor para representar essa camisa", destacou o ‘santo’ alvinegro à TV Galo.

E completou: "Um pouco de vazio no coração (pela chegada do dia da despedida). Foram quase nove anos de Atlético, 24 anos no futebol. Virar a página e encerrar um ciclo é muito difícil. Mas tenho paz no coração, de que fiz tudo que tinha que fazer para corresponder dentro de campo".

Infelizmente, a Massa não poderá acompanhar os últimos minutos de Victor dentro de campo pelo Atlético no Mineirão. Porém, inundou as redes sociais com mensagens de agradecimento ao goleiro. E a retribuição veio da mesma forma.

"Até um pouco triste chegar ao Mineirão, expectativa de casa cheia para participar desse jogo. Entendo o momento, sei que é necessário. É difícil até descrever em palavras o sentimento de gratidão e carinho do torcedor. Deixo meu carinho aqui por tantas manifestações. Isso que realmente marca a carreira de um atleta. Claro que vitórias e conquistas também. Mas esse carinho nos faz olhar para trás e dizer que valeu a pena. Valeu, Massa! Até a próxima", disse.

Atlético