Apesar de não estrear na temporada com vitória, o clima no Cruzeiro não é de lamentação. O empate em 1 a 1 com o Uberlândia, no Triângulo Mineiro, mostrou que a equipe de Felipe Conceição poderá dar trabalho aos adversários.

Com pouco tempo de trabalho e com reforços desentrosados, a Raposa pressionou os donos da casa durante grande parte do duelo e, mesmo com o gol de Reis ainda no primeiro tempo, teve forças para buscar a igualdade já no apagar das luzes. Além disso, várias outras oportunidades acabaram sendo criadas, mas desperdiçadas.

Leia mais:
Salvo por Cáceres, Cruzeiro arranca empate contra o Uberlândia na estreia pelo Campeonato Mineiro

"O primeiro tempo a gente não conseguiu jogar bem, com muitos erros de passes. Acertamos no segundo e tivemos muitas chances que não conseguimos concretizar. Temos que ficar com este segundo tempo na memória para conseguirmos a primeira vitória no próximo jogo", destacou o lateral Cáceres, autor do gol cruzeirense, que poderia, inclusive, ter feito também o da virada; porém, o cabeceio tirou tinta da trave do goleiro Marcão.

Esta foi a 33ª partida de Cáceres pelo clube e o terceiro gol anotado.

Na próxima quarta-feira (3), o Cruzeiro volta a campo e recebe a Caldense, a partir das 21h30, no Mineirão.