A manhã desta sexta-feira (26) foi especial para um grupo de crianças e adolescentes do bairro de Chingodzi, em Moçambique, país africano que tem um pouco do "uai" em seu cotidiano. 

Ao passar por um das pontes da cidade de Tete, o atleticano Rafael Magalhães, que trabalha há vários anos no setor de Mineração, parou o carro e deu um presente especial à garotada. Com certeza, um dia inesquecível.

"Trabalho aqui em Moçambique. Meu contrato está chegando ao fim. Antes de vim, meu irmão (Gustavo) me chamou e disse que estava indo na Loja do Galo comprar as camisas para distribuir para a molecada. Eu tinha 12 camisas, mas vieram uns 25. Parei, falei com todo mundo para gritar "Galo Doido". Foi muito bacana", conta Rafael ao Hoje em Dia.

Curiosamente, um dos times amadores da cidade foi batizado em homenagem ao Galo. O Clube Atlético de Tete, inclusive, foi criado em 24 de julho de 2013, data do inédito título da Libertadores do alvinegro.

"Fui ajudado por um local, o Dércio Ferreira. Aqui, em algumas regiões, é sempre bom ter alguém da cidade junto. Ele me ajudou a distribuir; eu tinha 12 camisas, mas juntaram quase 30 pessoas (adultos, homens, mulheres...) querendo também. Mas foi muito bacana. Quem ganhou ficou muito feliz", finaliza Rafael.