De um início envolto a muita expectativa, passando por momentos em que era possível acreditar no bicampeonato do Brasileiro, a um encerramento com duas vitórias seguidas, mas um gostinho de decepção. Nesta quinta-feira (25), no Mineirão, pela última rodada da principal competição nacional, o triunfo por 2 a 0 em cima do Palmeiras findou a Era Jorge Sampaoli no Atlético.

Sob o comando do treinador argentino, o Alvinegro conquistou o Mineiro de 2020 e obteve o terceiro lugar da Série A, com 68 pontos. Há quem diga que a campanha no Nacional pode ser considerada um fracasso, uma vez que foram investidos mais de R$ 200 milhões em contratações e que havia total condição de o Galo levar a taça.

Por outro lado, há quem veja a campanha de forma positiva, já que o time alcançou uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores. 

Independentemente disso, qualquer linha de raciocínio converge para o mesmo ponto: Sampaoli não será o técnico atleticano para a próxima temporada. O projeto com o treinador argentino acabou de forma prematura, já que o comandante resolveu abandonar o barco, muito antes do término de seu contrato, que iria até dezembro de 2021.

A proposta do Olympique de Marselha falou mais alto, e Sampaoli deixa o Galo após 45 partidas, sendo 26 vitórias, nove empates e dez derrotas.

Atlético

O jogo

Na última partida do Alvinegro na temporada 2020/21, Jorge Sampaoli, suspenso e que teve que acompanhar ao duelo nas tribunas, promoveu mudanças na equipe titular. A grande novidade foi a presença de Diego Tardelli, pela primeira vez entre os 11 principais em sua terceira passagem pelo clube. Zaracho e Rabello eram outras apostas do técnico.

Na prática, um time sem sal e que, mesmo diante de uma equipe alternativa do Palmeiras, não levou perigo ao adversário. Por pouco os visitantes não tiraram o zero do placar na primeira etapa.

Modificações foram feitas já na saída do intervalo, com Keno e Hyoran nos lugares de Tardelli e Zaracho, respectivamente. O Atlético ganhou terreno e se tornou mais agressivo. Jair, aos 33 minutos, e Sasha, aos 43, garantiram a vitória no último ato do time sob a tutela de Sampaoli.

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO 2 X 0 PALMEIRAS

ATLÉTICO
Everson; Guga, Igor Rabello, Alonso e Arana; Allan (Alan Franco), Jair e Zaracho (Hyoran); Savarino (Vargas), Marrony (Sasha) e Diego Tardelli (Keno)
Técnico: Jorge Sampaoli

PALMEIRAS
Vinícius Silvestre; Breno Lopes, Kuscevic, Renan e Vanderlan; Zé Rafael (Danilo), Scarpa, Lucas Lima e Esteves; Gabriel Silva (Marcelinho) e Wesley (Gabriel Veron)
Técnico: Abel Ferreira

DATA: 25 de fevereiro de 2021
ESTÁDIO: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 38ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Héber Roberto Lopes, auxiliado por Alex dos Santos e Henrique Neu Ribeiro, todos de Santa Catarina
VAR: Bráulio da Silva Ribeiro (SC)
CARTÕES AMARELOS: Everson, Zaracho e Guga (Atlético)
GOLS: Jair aos 33 minutos e Sasha aos 43 do segundo tempo