Com a vitória sobre o Santos, por 2 a 0, nessa terça-feira (26), no Mineirão, o Atlético igualou o número de jogos de Internacional e São Paulo, líder e vice, respectivamente, no Campeonato Brasileiro: 32, cada. Agora, parte para os seis últimos confrontos que tem na competição, ciente de que a missão de angariar o título, apesar de difícil, é possível.

Para o lateral-direito Guga, um dos obstáculos a serem superados pelo elenco comandado por Jorge Sampaoli é o desgaste físico. Algo que acompanha também todas as outras equipes do torneio. 

“Sei que nesta reta final o corpo pesa um pouco mais, acaba fadigando um pouco mais. Mas é ter a cabeça no lugar, descansar ao máximo, pois temos outra grande final no fim de semana. Cada jogo será uma final, temos de entrar muito atentos, focados, para cada vez mais estar na luta pelo título", destacou o lateral, em entrevista ao Premiere.

O próximo desafio é contra o Fortaleza, novamente no Gigante da Pampulha, no domingo (31), pela 33ª rodada. O oponente, 16° colocado, com 35 pontos, briga contra o rebaixamento

"Nesta reta final, acredito que (todo adversário) vai ser muito difícil, não tem mais time bobo. Todo mundo está lutando por um objetivo. Temos que entrar 100% atentos”, disse Guga.

O Atlético ocupa o terceiro lugar, com 57 pontos. O São Paulo tem 58, e o Inter, 62.

Atlético

Guga e Savarino em comemoração pela vitória sobre o Santos, nessa terça-feira