Contratada pelo Atlético para análise de contratos feitos com jogadores em gestões anteriores do clube, a consultoria Kroll encontrou várias irregularidades nesses documentos, conforme noticiou a Rádio Itatiaia nesta quinta-feira (21).

Foram levados em conta dados da base de fornecedores do Atlético, razões contábeis de 2009 a 2017, cadastro de fornecedores e funcionários, folhas de pagamento, balancetes de 2009 a 2017 e bases de pagamento de 2011 a 2017.

Há irregularidades em negociações, pagamentos de salários, contratos de patrocínio e outras situações, de acordo com a Kroll. 

O Atlético não comenta a respeito do relatório. 

Exemplos

Uma das irregularidades é em relação ao contrato do Atlético com Diego Tardelli, na primeira passagem do atacante, entre 2009 e início de 2011. De acordo com a Kroll, estava previsto o pagamento de R$ 1.336.230 por direitos de imagem, mas o valor total pago foi de R$ 2.392.896.

Outra envolve o Galo e a empresa responsável por Ronaldinho Gaúcho. Ocorreu, ainda segundo a Kroll, uma remuneração desproporcional no contrato.

Atlético

Houve também irregularidades ligadas à parceria do Atlético com a BWA. Entre elas, o aumento "injustificável" de remuneração da "Ingresso Fácil”. 

Confira abaixo a lista com algumas irregularidades apontadas pela consultoria:

Guilherme: pagamento de comissão superior ao previsto, inconformidades no contrato de imagem, pagamento por rescisão não prevista em contrato, pagamento por imagem desproporcional à remuneração total do atleta.

Tardelli: irregularidades no contrato de imagem, pagamentos acima do valor do contrato, pagamentos de rescisão não previstos.

Ronaldinho: comissão por intermediação superior à proporção permitida, valores pagos acima do previsto em contrato, inconformidades no contrato.

André: pagamento por intermediação na compra do jogador, pagamento de comissão superior ao permitido, inconformidades no contrato de imagem, pagamentos não previstos em contrato.

Bernard: valores pagos não previstos em contrato, intermediação não prevista em contrato de trabalho, inconformidade nos pagamentos de comissão pela transferência ao Shakhtar. 

Fred: pagamentos a terceiros pela cessão do atleta do Fluminense ao Atlético, irregularidades referentes à intermediação.

Luan: comissão por intermediação não prevista em contrato, pagamentos sem suporte contratual.

Gilberto Silva: pagamento maior referente a direitos de imagem.

Corrêa: mecanismo de solidariedade pago à empresa.

Rentería: irregularidades no contrato de imagem.

Júnior César: comissão por intermediação acima da proporção permitida.

(FONTE: ITATIAIA)