Por ter um ponto a mais que a Chapecoense, vice-líder, o América só depende de si para ser campeão da Série B do Brasileiro. Mas o zagueiro Anderson pleiteia algo além do título. Criar uma defesa intransponível nas três últimas rodadas não apenas seria fundamental para o alviverde na busca pelo troféu de campeão, como também tentar alcançar outro feito.

"Queremos ser a melhor defesa, não só a segunda”, disse o zagueiro Anderson, um dos responsáveis pelo Coelho ser detentor do segundo setor defensivo mais sólido do campeonato, com 22 gols sofridos, atrás justamente da Chape, com 18.

“Esperamos não sofrer gols nesses três últimos jogos e fazer gols. E torcer para a Chapecoense levar mais gols para que a gente possa ter a melhor (defesa) do campeonato", completou.

Isso depende principalmente de atuações de alto nível de todos os atletas do América em campo, algo que não ocorreu nos dois últimos duelos, os empates com Náutico, em 0 a 0, e Botafogo-SP, em 1 a 1.

"No último jogo a gente foi muito abaixo, mas não será ele que vai nos fazer cair (de produção) nas três partidas restantes da temporada. Temos que melhorar nosso nível já contra o Brasil de Pelotas (nesta terça-feira, às 16h, no Bento Freitas). Vamos buscar duas vitórias fora de casa (no sábado, o Coelho encara o Confiança, no Batistão) e depois mais uma contra o Avaí (no dia 30, no Independência)”, comentou.

América