“É fazer um bom campeonato até o final”. Com essas palavras, Felipão destacou que, embora o Cruzeiro ainda corra risco de rebaixamento à Série C, nas últimas três rodadas da Segunda Divisão os celestes têm como objetivo fazer o melhor que puderem para tentar alcançar três vitórias. Individualmente, servirá para alguns atletas darem fim a tabus. Caso do meia Giovanni.

O armador entrou em campo em sete oportunidades e, em raras ocasiões, se mostrou útil dentro da proposta do time. Porém, não conseguiu balançar as redes nem dar assistência a gol.

Além disso, Giovanni tenta jogar, ao menos, uma partida por inteiro. Nas sete vezes em que esteve em campo nesta Série B pelo Cruzeiro, em quatro ele foi acionado no decorrer dos duelos e em três foi titular, mas acabou sacado no segundo tempo.

Com relação a cartões, soma um amarelo e um vermelho – a expulsão se deu no banco de reservas, quando já havia sido substituído na vitória por 1 a 0 em cima do Sampaio Corrêa.

O vínculo do atleta com o clube vai até dezembro de 2021.

Cruzeiro