De forma gradativa, Alan Franco vai retomando a forma física ideal, o que será de suma importância para o Atlético nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Restando nove partidas para o Galo na competição, o volante tenta reeditar as grandes apresentações do início do torneio, antes de ter contraído a Covid-19 em novembro.

"Estou melhor, tenho melhorado na parte física. Me cansava muito rapidamente. Não tinha o ritmo dos meus companheiros e dos adversários. Era a parte mais complicada durante o período do vírus. Agora estou retomando, com mais minutos de jogo, e espero estar 100% para ajudar a equipe", afirmou ele, substituto de Jair, suspenso, na partida desta quarta-feira (20), às 19h15, contra o Grêmio, na Arena Grêmio.

"Teremos outra final. Esperamos estar à altura desse desafio e ganhar para seguirmos na luta pelo título. Estamos muito conscientes do que queremos, vamos lutar até o final”, destacou o volante equatoriano.

A quatro pontos do líder São Paulo e três do vice Internacional, que se enfrentam também na quarta, às 21h30, no Morumbi, Franco ressalta que o Galo não pode passar a competição “secando” os adversários, se não fizer sua parte primeiro. Por isso, enfatiza que o time alvinegro precisa ser “inteligente” no próximo duelo se quiser superar o Tricolor Gaúcho.

“Não adianta o primeiro e o segundo (colocados) perderem pontos se não fizermos nossa parte. Temos que pensar primeiramente na gente, conseguir os pontos, e depois ver o que se passou com as outras equipes", disse.

Por fim, anseia que o Galo melhore, daqui para frente, o rendimento que teve nos 3 a 1 em cima do Atlético-GO, no domingo (17), no Mineirão.

"Nós tentávamos continuar com a intensidade que tivemos no início (do Brasileiro) para ganhar as partidas. Mas infelizmente não conseguíamos. Aí voltamos a ter essa intensidade, numa partida complicada e que teríamos que ganhar. É seguir com esse mesmo pensamento”, afirmou.