Luiz Felipe Scolari completou um turno de Série B à frente do Cruzeiro e, nesta quarta-feira (20), às 21h30, vai reencontrar o primeiro adversário desta sua segunda passagem pelo clube celeste, o Operário-PR. A reestreia se deu com um triunfo por 1 a 0, no dia 20 de outubro de 2020, no Germano Krüger, pela 17ª rodada. O gol foi marcado por Arthur Caíke, que já deixou a Toca, como reforço do Kashima Antlers, do Japão.

Se naquela oportunidade, o clima era de tensão, já que os celestes ocupavam a vice-lanterna da competição, o confronto de volta mostra um novo quadro negativo: a Raposa não tem mais chance matemática de acesso e ainda corre risco de rebaixamento, com 44 pontos alcançados, até agora, na 14ª colocação.

Apesar de ressaltar que faltou qualidade ao elenco cruzeirense na luta para subir à Série A, Felipão soma números positivos com o time. Em 19 partidas disputadas na Segundona, sob o comando do treinador gaúcho, a equipe detém 54,3% de aproveitamento. Desempenho este que colocaria os azuis no quarto lugar, à frente de Juventude, atual dono do posto, com 52,4%.

Até agora, Felipão dirigiu o Cruzeiro nos triunfos sobre Operário, Paraná, Botafogo-SP, Chapecoense, América, Brasil de Pelotas, Vitória e Sampaio Corrêa, nos empates com Náutico, Guarani, Figueirense, CRB, CSA, Avaí e Cuiabá e nas derrotas para Confiança, Ponte Preta, Oeste e Juventude.

Cruzeiro