Entre os vários fatores que fazem com que o Cruzeiro tenha uma temporada ruim em campo, a ineficiência do ataque se sobressai, especialmente no que se relaciona à artilharia do time nos últimos 12 meses.  

Em 50 jogos disputados entre 2020 e o início de 2021, a Raposa marcou 60 gols. No período, os artilheiros do time estrelado são o atacante Rafael Sóbis, o zagueiro Manoel e o meia-atacante Maurício (que deixou o clube durante a disputa da Série B), que balançaram as redes cinco vezes, cada um.

Restando quatro jogos para o término do Brasileiro, e consequentemente da temporada, Sóbis, Manoel e até mesmo Airton (quatro gols), Thiago e Marcelo Moreno (com três), lutam para não alcançar a pior marca das últimas três décadas em relação à artilharia.

Nos últimos 30 anos, a única vez em que o goleador máximo da Raposa no ano marcou menos de dez gols ocorreu em 1990. Na ocasião, o atacante Édson terminou a temporada com sete gols, em um ano em que a equipe celeste disputou 63 jogos.

Relembre os artilheiros do Cruzeiro por temporada, desde 1990:

2019 – Fred  - 21 gols

2018 – Thiago Neves – 15 gols

2017 – Thiago Neves – 17 gols

2016 – Arrascaeta – 14 gols

2015 – Leandro Damião – 18 gols

2014 – Ricardo Goulart – 24 gols

2013 – Borges – 19 gols

2012 – Wellington Paulista – 28 gols

2011 – Montillo – 21 gols

2010 – Thiago Ribeiro – 23 gols

2009 – Wellington Paulista – 26 gols

2008 – Guilherme – 23 gols

2007 – Araújo – 17 gols

2006 – Élber – 18 gols

2005 -  Fred – 40 gols

2004 – Jussiê – 22 gols

2003 – Alex – 39 gols

2002 – Fábio Júnior – 22 gols

2001 – Oséas – 22 gols

2000 – Oséas – 32 gols

1999 - Alex Alves – 33 gols

1998 – Fábio Júnior – 33 gols

1997 – Marcelo Ramos – 22 gols

1996 – Palhinha  - 18 gols

1995 – Marcelo Ramos – 19 gols

1994 – Ronaldo – 22 gols

1993 – Ronaldo – 22 gols

1992 – Renato Gaúcho – 18 gols

1991 – Charles – 20 gols

1990  - Édson – 7 gols

Fonte: Cruzeiropédia