Dezembro poderá ser decisivo para manter vivo e, mais próximo, o sonho do Atlético de ser campeão brasileiro e quebrar um jejum que poderá completar 50 anos na próxima temporada. Líder da competição mais importante do país, o Alvinegro terá apenas quatro jogos, mas um deles contra o principal concorrente de momento.

Nesta quinta-feira (3), o São Paulo encara o Goiás e, em caso de vitória, chegará aos 44 pontos, tomando a liderança e com um jogo a menos que os mineiros, que somam 42. No domingo (6), dia em que o Galo encara o Internacional, o Tricolor receberá o Sport, antes de a bola rolar no Mineirão.

Com 37 pontos e vivendo uma crise interna, o Colorado chega a BH com a obrigação de derrotar os donos da casa para seguir sonhando com o caneco e, principalmente, para não deixar o G-4 da Série A. O time de Abel Braga não vence há seis partidas e, na Libertadores, foi derrotado em casa peo Boca Juniors, da Argentina.

Seis dias depois, o Atlético terá pela frente o xará paranaense, no Sul do país. No dia 16, será o desafio mais duro deste mês, quando, também como visitante, enfrentará o Tricolor de Fernando Diniz, no Morumbi.

Para fechar o ano, no dia 26, os comandandos de Jorge Sampaoli receberão o Coritiba de Rodrigo Santana, no Mineirão e, dependendo do aproveitamento nas três partidas anteriores, e contando com tropeços dos principais concorrentes, pode começar 2021 com o sonho de soltar o grito de 'campeão' bem mais próximo. 

Cabe ressaltar que o Flamengo, atual vice-líder, com um jogo a menos que o Galo, também vive momento conturbado. Eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, o time treinado por Rogério Ceni terá que depositar todas as fichas no Brasileirão; uma pedra a mais no sapato dos mineiros.