Pelo menos sete candidatos nas eleições municipais deste ano foram presos, suspeitos de crime eleitoral, apenas nas primeiras quatro horas de votação em Minas Gerais, neste domingo (15). De acordo com a Polícia Militar (PM), nenhuma dessas ocorrências foi na capital.

Sem as identidades reveladas, o que se sabe é que eram todos candidatos à vereador. Os casos foram em Senador Amaral (1), no Sul do Estado, outros dois em Santa Juliana e Lavras, na região Central, três em Ipatinga, no Vale do Aço, e um  em Santana do Paraíso, no Leste mineiro.

Conforme apurou o Hoje em Dia, dos sete detidos pela Polícia Militar, dois praticavam a tradicional "boca de urna" e os outros cinco por distribuição de material de propaganda. 

Leia Mais:
Minas tem 166 ocorrências de eleições até a tarde desse domingo; 17 foram presos
Problemas no e-Título fazem eleitores irem às seções para justificar o voto
Candidatos votam e torcem por segundo turno na disputa em Belo Horizonte