Contratado em junho para reforçar a lateral -direita do Cruzeiro, o paraguaio Rául Cáceres rapidamente se firmou no time titular da Raposa, sendo, inclusive, um dos principais jogadores da equipe na Série B.

Além de atuações consistentes na parte defensiva, o jogador contribuiu com três assistências e um gol nos 15 jogos em que atuou com a camisa celeste.

Recentemente, Cáceres desfalcou o time celeste por quase dois meses, em razão de uma lesão no joelho direito. De volta ao time nas três últimas rodadas, o jogador mostrou que está plenamente recuperado. 

No empate em 3 a 3 com o Guarani, na última segunda-feira (9), o paraguaio participou diretamente do segundo gol da Raposa, cruzando uma bola pra Sassá, que dividiu com o goleiro, e viu William Pottker pegar o rebote e estufar as redes.

O bom desempenho do lateral rendeu elogios do técnico Felipão, que em mais de uma oportunidade elogiou o jogador.

Em uma dessas ocasiões, Luiz Feliz Scolari afirmou que buscou informações de Cáceres com o treinador Arce - seu antigo comandado dos tempos de Palmeiras e Grêmio e ex-técnico do lateral da Raposa - e que recebeu boas recomendações.

Perguntado sobre o tema, Cáceres agradeceu os elogios de Arce, campeão da Libertadores pelos dois clubes que atuou no Brasil.

"Isso (elogios de Arce) me deixa muito contente, porque estou fazendo bem as coisas. Antes de vir para cá, eu estava no Cerro Portenõ-PAR, pude trabalhar pouco tempo com tempo com Arce, por causa da pandemia, mas esse pouco tempo que pude trabalhar com ele foi muito bom, de muito proveito para mim. É um cara que conhece a posição com perfeição. Então, tratei de aproveitar isso", disse o lateral, em entrevista coletiva na Toca da Raposa II, nessa sexta.

Descanso

Outro assunto comentado por Rául Cáceres é pausa na tabela que a Raposa, 15ª colocada, com 24 pontos,  ganhou entre a 21ª e a 22ª rodada da Série B.

Depois de ter enfrentado o Guarani, o time celeste volta a campo apenas na próxima sexta, para encarar o Figueirense, às 21h30, no Mineirão.

"É muito bom (período de descanso), porque a gente vinha de uma sequencia muito pesada de jogos. Tivemos uns dias de folga para liberar a mente, descansar o corpo e começar a preparar essa semana, que vai começar uma nova sequencia de jogos", disse o paraguaio.

Depois de enfrentar o Figueira, o Cruzeiro terá pela frente a Chapecoense no dia 24 de novembro, na Arena Condá. Três dias depois, o time celeste estará em campo novamente, dessa vez para encara o Confiança-SE, no Gigante da Pampulha.