Concorrentes diretos de Atlético e América nas disputas pelos títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, Flamengo e Internacional oficializaram, nesta segunda-feira (9), mudanças no comando técnico.

Com as saídas de Domènec Torrrent, demitido do Rubro-Negro, e de Eduardo Coudet, que pediu para deixar o Colorado, apenas sete das 20 equipes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro mantém o mesmo treinador desde o início da disputa.

Além de Jorge Sampaoli no Galo, iniciaram o Brasileirão e continuam no cargo: Rogério Ceni (Fortaleza), Renato Gaúcho (Grêmio), Fernando Diniz (São Paulo), Cuca (Santos), Guto Ferreira (Ceará) e Odair Hellmann (Fluminense).

O que chama a atenção é fato de que dois terços dos times já trocaram de comandantes com o campeonato ainda no início do segundo turno. No último fim de semana, foi disputada a 20ª rodada da competição.

Segunda agitada

A segunda-feira foi agitada nos bastidores de Flamengo e Internacional.

Após a goleada por 4 a 0 sofrida para o Atlético, nesse domingo, o técnico espanhol Domènec Torrent não resistiu à pressão e foi demitido do comando do Rubro-Negro.

Contratado em julho para substituir Jorge Jesus, que voltou ao Benfica-POR, Dome teve 63,8% de aproveitamento no Fla, resultado de 15 vitórias, cinco empates e seis derrotas.

O espanhol deixa o Flamengo na terceira colocação do Brasileiro, classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores e para as quartas da Copa do Brasil.

Já no Colorado, líder do Brasileirão, também garantido nas oitavas da Libertadores, e adversário do América nas quartas  da Copa do Brasil, perdeu Eduardo Coudet, que pediu demissão nesta segunda-feira.

De acordo com a imprensa espanhola, Coudet está próximo de acertar com o Celta de Vigo, que disputa a primeira divisão do país.

O argentino comandou o Inter em 46 jogos, obtendo 24 vitórias, 13 empates e nove derrotas, números que geram um aproveitamento de 61,5%.