De reserva a boa opção de segundo tempo, antes de ganhar de vez a condição de titular e se tornar o grande nome da Era Felipão até agora. A trajetória recente de Airton é diretamente proporcional à recuperação do Cruzeiro nesta Série B do Brasileiro. Após deixar sua marca no empate com o Náutico, em 1 a 1, e anotar o segundo gol nos 2 a 0 em cima do Paraná, o atacante foi o autor do tento da vitória do time celeste, por 1 a 0, sobre o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto, nesta sexta-feira (6), e garantiu o terceiro triunfo em quatro partidas da Raposa sob o comando de Scolari.

O resultado fez o Cruzeiro chegar a 23 pontos, se afastando cada vez mais da zona de rebaixamento. E Airton se tornou o vice-artilheiro dos celestes na temporada, ao lado de Arthur Caíke, Thiago e Marcelo Moreno, cada um com três gols. Maurício, que se transferiu para o Internacional, lidera a lista com cinco bolas na rede.

Além do destaque individual, taticamente o Cruzeiro com Luiz Felipe Scolari se mostra uma equipe operária e esbanja evolução. Para continuar no embalo, o time vai tentar obter mais uma vitória na próxima segunda-feira (9), às 20h, na partida contra o Guarani, no Mineirão, pela 21ª rodada.

Cruzeiro

O jogo

Com uma formação com três volantes no meio de campo – sem Régis, suspenso, Felipão apostou em Machado como terceiro homem do setor – e a estreia de William Pottker no ataque, o Cruzeiro fez um primeiro tempo razoável. O time até criou e teve algumas boas chances para abrir o placar, mas foi para o intervalo sem estufar as redes: 0 a 0.

A equipe mineira voltou para a segunda etapa com uma estratégia teoricamente mais ofensiva, em função da entrada de Claudinho na vaga de Machado. Inicialmente, a modificação não surtiu tanto efeito. Aos poucos, porém, a Raposa passou a ganhar campo e a dominar a partida. A recompensa? Gol de Airton, após assistência de Cáceres, e vitória estrelada. 

FICHA TÉCNICA DO JOGO

BOTAFOGO-SP 0 X 1 CRUZEIRO
Motivo
: 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Estádio: Santa Cruz
Cidade: Ribeirão Preto
Arbitragem: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro, auxiliado por Lorival Candido das Flores e Luis Carlos de França Costa
Cartões amarelos: Robson (Botafogo-SP); Patrick Brey, William Pottker, Marcelo Moreno, Fábio (Cruzeiro)
Gol: Airton (Cruzeiro) aos 25 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO-SP
Darley; Valdemir (Matheus Alessandro), Robson, Jordan e Martineli (Guilherme Romão); Edson Júnior (Jonata Machado), Elicarlos e Bady (Matheus Anjos); Ronald, Judivan (Wellington Tanque) e Jeferson
Técnico: Claudinei Oliveira

CRUZEIRO
Fábio; Cáceres, Cacá, Manoel e Patrick Brey; Jadsom Silva, Ramon e Machado (Claudinho) (Adriano); Airton, William Pottker (Welinton) e Marcelo Moreno (Sassá)
Técnico: Luiz Felipe Scolari