Depender apenas de si para retomar a liderança do Campeonato Brasileiro, mais uma vez, não foi um privilégio aproveitado pelo Atlético. Neste feriado de finados, a equipe comandada por Jorge Sampaoli perdeu para o Palmeiras por 3 a 0 e, no fechamento do primeiro turno da competição mais importante do país, se manteve na terceira posição.

Vendo os adversários que estão abaixo se aproximando, o alvinegro vive o drama de não vencer há quatro rodadas. A última vitória dos mineiros foi em 10 de outubro, quando ganhou do Goiás por 3 a 0. Depois disso, empatou com Fluminense e Sport e perdeu para Bahia e, nesta segunda-feira, para o Palmeiras.

No próximo domingo, o desafio dos atleticanos será contra o Flamengo, vice-líder, com os mesmos 35 pontos do Internacional. Para quebrar a sequência de partidas sem vencer, Sampaoli e seus comandados terão que desbancar o atual campeão no Gigante da Pampulha. Quando se enfrentaram no primeiro turno, o alvinegro levou a melhor e venceu por 1 a 0 em pleno Maracanã.

O jogo

Num primeiro tempo em que começou pressionando o time paulista, o Atlético não conseguiu se sustentar nos minutos seguintes. Desfalcado do atacante Keno, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o Galo entrou em campo com nova formação.

Com Allan na vaga de Franco, Marrony no lugar de Sasha e Zaracho substituindo o camisa 11, Sampaoli não conseguiu colocar em prática tudo o que trabalhou durante os longos dias de descanso. O Palmeiras, por sua vez, se mostrou mais consistente e acabou premiado com o gol.

Errando muitos passes no meio de campo e também na saída, o Atlético também não criava oportunidades lá na frente. Foram 45 minutos bem aquém do esperado.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o time mineiro voltou para a partida mais ligado. Pressionando bastante os donos da casa, até ficou mais perto do empate logo de cara. Apagado, o argentino Zaracho acabou substituído por Marquinhos, que entrou com a missão de presentear com um gol a filha, aniversariante desta segunda-feira.

Contudo, quem ampliou o placar foi o Palmeiras. Em mais um contra-ataque, o Verdão correu para o abraço com gol de Rony, aos 25 minutos.

Tentando mudar o panorama do jogo, Sampaoli acionou Alan Franco e Sasha, tirando Jair e Marrony. Porém, veio a ducha de água fria. Wesley, livre, mais uma vez, foi o autor do terceiro gol no Allianz Parque. Foi para "fechar o caixão".

FICHA TÉCNICA:
Palmeiras 3 x 0 Atlético

Motivo: 19ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 2 de novembro de 2020 (segunda-feira)
Horário: às 17h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado
Assistentes: Kleber Lucio Gil e Éder Alexandre
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira
Assistentes do VAR: William Machado Steffen e Thiaggo Americano Labes

Cartão amarelo: Gabriel Menino, Felipe Melo, Andrey Lopes (Palmeiras); Savarino, Jorge Sampaoli (Atlético)

Gol(s): Raphael Veiga, aos 19 minutos do 1º tempo (1-0); Rony, aos 24 minutos do 2º tempo (2-0); Wesley, aos 31 minutos do 2º tempo (3-0)

PALMEIRAS: Weverton; Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Rony (Gabriel Verón), Wesley (Danilo) e Luiz Adriano (Willian). Técnico: Andrey Lopes (interino).

ATLÉTICO: Everson; Guga, Réver, Júnior Alonso e Guilherme Arana; Jair (Alan Franco), Allan e Nathan (Calebe); Savarino, Zaracho (Marquinhos) e Marrony (Eduardo Sasha). Técnico: Jorge Sampaoli.