O Cruzeiro viveu um grande jejum de títulos na segunda metade da década de 1940 e praticamente em todos os anos 1950. E ele foi quebrado em 20 de março de 1960,com uma vitória por 3 a 1 sobre o Democrata, de Sete Lagoas, no Estádio Juscelino Kubitschek, a casa do clube desde1923, no Barro Preto, bairro onde nasceu o Palestra Itália.

Em 1956, o Cruzeiro dividiu o título estadual com o Atlético, mas a conquista não foi em campo, pois o clube teve de recorrer ao tapetão, pois o rival escalou um jogador de forma irregular na final direta que eles disputaram.

O título do Campeonato Mineiro de 1959 tem mais dois fatores que o tornam muito especial na história cruzeirense.

O treinador do time era Niginho, maior ídolo do clube no período em que ele se chamava Palestra Itália, mas que brilhou também com a camisa azul do Cruzeiro.

Além disso, o Campeonato Mineiro de 1959 foi o último título conquistado dentro do Estádio do Barro Preto, erguido por torcedores, dirigentes e até jogadores em 1923, dois anos após a fundação do clube.

Cruzeiro bicampeão mineiro 1959 1960O título de 1950 abriu o último tricampeonato do Cruzeiro antes da Era Mineirão, pois o clube venceu o Campeonato Mineiro também em 1960 e 1961

O título de 1959 abriu o tricampeonato do Cruzeiro, que foi campeão estadual também em 1960 e 1961, mas essas taças foram garantidas no Estádio Independência. O clube voltou a vencer o Campeonato Mineiro depois em 1965, já no Mineirão.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 3
Genivaldo; Massinha e Procópio; Nilsinho, Amauri de Castro e Cléver; Raimundinho, Mirim, Dirceu Pantera, Emerson e Hilton Oliveira. Técnico: Niginho

DEMOCRATA-SL 1
Caixinha; Amauri e Gegê; Gérson, Rui e Nelsinho; Sinonô, Nino, Bertôlo, Chiquinho e Barrica. Técnico: João Vermelho

DATA: 20 de março de 1960
ESTÁDIO: Juscelino Kubitschek (Barro Preto)
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: Campeonato Mineiro de 1959
GOLS: Hilton Oliveira, aos 4, Emerson, aos 14 e 19, e Barrica, aos 23 minutos do primeiro tempo
ARBITRAGEM: Joaquim Gonçalves, auxiliado por Levy Nery e Valdemar Santos
RENDA: Cr$ 306.570,00