Segue o calvário do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro da Série B. A derrota por 1 a 0 para o Avaí, na noite desta sexta-feira (26), no Mineirão, pode fazer com que a Raposa termine a 11ª rodada dentro da zona de rebaixamento para a Série C.

O revés no Gigante da Pampulha foi o segundo consecutivo no time celeste no torneio. Para piorar, reabilitou o Leão da Ilha, que vinha de três derrotas seguidas na competição. 

Com apenas oito pontos, na 15ª posição, a equipe comandada pelo técnico Ney Franco entra no Z-4, caso dois dos três seguintes resultados aconteçam: o Guarani (16º) some ao menos um empate com o Figueirense, em Campinas, o CSA (19º) vença o Juventude, em Maceió, e o Oeste (20º), vença o Vitória, em Salvador.

Umas das principais referências do elenco estrelado, o goleiro Fábio lamentou mais um insucesso da Raposa, afirmando que o cenário atual é ainda pior do que ele esperava para a temporada.

"Complicado a gente já sabia que ia ser, mas não dessa forma. Dentro de todas as dificuldades que a gente tinha, financeira desde janeiro, a perda dos seis pontos, não ter a cota (de pagamento da TV) da Série A. Então, a gente já sabia das grandes dificuldades dessa temporada. Mas as coisas não estão fluindo, a gente vem treinando bastante, lutando até o final, e infelizmente não está encaixando uma jogada para sair o gol, para dar uma tranquilidade dentro da partida. Ai as vezes em um lance, ou na bola parada como foi no último jogo, a gente sofre o gol e ai gera mais pressão ainda, mais cobrança", afirmou o goleiro em entrevista ao canal Premiere.

O camisa 1 do Cruzeiro também fez um alerta para aqueles que não entendem a situação de momento do clube estrelado.

"É continuar trabalhando, as dificuldades todo mundo tem ciência do que ia ser, e quem não tem ta vendo ai, tem que enxergar, porque todo mundo já tinha que ter essa consciência que ia ser difícil'.

Muito pressionada, a Raposa volta a campo na próxima quarta-feira (30), para enfrentar a Ponte Preta, às 19h15, novamente no Mineirão.