Contratado no início de 2019 junto ao Botafogo, o zagueiro Igor Rabello acumula 83 partidas pelo clube mineiro. Oscilando entre a titularidade e o banco de reservas, ele é o escolhido de Jorge Sampaoli para ser o capitão sempre que Réver, dono da faixa, não pode atuar. No próximo sábado (26), inclusive, isso pode voltar a acontecer, já que o camisa 4 passou por cirurgia no nariz e ainda é dúvida.

Sobre o confronto contra o Grêmio, time comandado por Renato Gaúcho, Rabello sabe que o Atlético não encontrará qualquer tipo de facilidade, mesmo como mandante. Para se ter ideia, no ano passado, o Tricolor Gaúcho venceu por 4 a 1 em BH.

“O Grêmio já vem há alguns anos desempenhando um bom futebol. Isso está claro, todo mundo sabe. É um time muito difícil de enfrentar. O estilo de jogo é o mesmo com o Renato Gaúcho, sempre buscando os pontas, que são bem rápidos. Então, a gente vem trabalhando firme esta semana. O Sampaoli vem passando para a gente onde jogar e de que forma, para a gente conseguir ganhar a partida”, destacou Rabello durante coletiva remota nesta quinta-feira (24) na Cidade do Galo.

Líder do Brasileirão com 21 pontos, o Atlético quer manter o 100% de aproveitamento como mandante. Segui no topo, cabe lembrar, será o principal objetivo na rodada do fim de semana.

“O trabalho (no Atlético) foi montado para buscar o título. A gente sabe da importância desse título para a nossa equipe, para a história do clube. A gente sabe que a gente tem potencial e qualidade para conseguir o título”, finalizou Rabello.